recreio

Jogos para um recreio em casa

Transforma a tua sala ou jardim num recreio. Uma boa desculpa para voltares à infância e jogar com os mais novos.

Passou as últimas semanas a explicar a regra de 3 simples ao seu pequeno? A campainha tocou! Está na hora do recreio :) As crianças falaram-nos dos jogos de que sentem falta. Aproveitámos também para adicionar os jogos dos recreios da nossa infância.

E vamos criar o recreio mais fixe diretamente na sua sala ou no seu jardim!

1. Macaca, um clássico subestimado

Confessamos, a macaca era um pouco a nossa ideia. Passar da Terra ao céu em 10 quadrados leva-nos um pouco a uma outra idade, e dá-nos vontade de viajar. 

Mas tranquilize-se, as crianças também aderem ao conceito. O João, de 8 anos, explica-nos as regras: “quando só há um quadrado só metes um pé, quando há dois quadrados metes os dois pés. E podes mesmo fazer acrobacias.”

Simples, eficaz. Não se preocupe, vamos explicar o jogo. A vantagem da macaca é que pode desenhá-la com fita adesiva (reutilizável ou em kraft, aquela de cobrir os ângulos nas pinturas), no chão da sua sala, ou com giz, no jardim. Escolha as ferramentas e vamos lá!
Jogo: marque no chão o primeiro quadrado, que corresponde à "Terra"; é o local de onde irá atirar a pedra. Desenhe em seguida 3 quadrados de tamanho equivalente, partindo da terra, e numere-os. Quanto ao 4 e ao 5, desenhe dois quadrados lado a lado. O número 6 fica logo a seguir, depois dois novos quadrados com os números 7 e 8. Adicione em seguida o 9, que corresponde ao "céu". 

O primeiro jogador atira a pedra no quadrado 1. Se a pedra cair mesmo no quadrado 1, deve saltar por cima desse quadrado, saltar nos quadrados seguintes até ao 7-8, depois repetir no sentido inverso. Ao chegar ao quadrado 2, deve dobrar-se (sem cair) para apanhar a pedra e saltar para o quadrado Terra. E assim sucessivamente até chegar ao céu. Se a pedra não cair no quadrado desejado, o jogador perde a vez. Cada um(a) joga em sucessão.

desporto-recreação
desporto-recreação

2. Corda de saltar

A Rita explicou-nos que a corda de saltar é um dos seus jogos preferidos para jogar com as amigas: “Ganha quem saltar mais. “

Claro que ao ouvir isso, pensámos no cardio-training ou em dentes de leite no chão. 

Mas aparentemente há algumas regras muitos simples que devem ser respeitadas para que a atividade seja divertida e não destrua a sala. 

Antes de mais, é preciso tirar as coisas do caminho ou ir para o jardim (se o tiver). Depois, assegurar que a corda tem o comprimento certo. Para o confirmar, coloque um pé no meio da corda. As pegas devem alcançar a altura das suas axilas. Se a corda for demasiado longa, pode ajustá-la e cortar o excesso de corda, se a corda o permitir, ou simplesmente fazer nós de cada lado.

Se desejar, temos um tutorial para si

JOGO: 

A versão clássica: é tudo uma questão de estilo! Pode alternar um pequeno galope, cruzar as mãos ou saltar com os pés juntos. O resultado irá depender da sua agilidade! 

A serpente: São precisas três pessoas para o jogo. Duas pessoas seguram as extremidades da corda e fazem-na rodas, enquanto o terceiro jogador salta. Pode-se mesmo fazer a corda ondular de baixo para cima, como uma serpente!

corda

3. Escondidas

Horas de diversão para eles, horas de tranquilidade para si. Todos ganham!
Experimentou (sem sucesso) o rei do silêncio; não foi suficiente para acalmar a energia transbordante das suas crianças? Passemos à etapa superior, que além de cortar o som, corta a imagem. No entanto, deve à mesma vigiar a operação, seria uma pena que tranquilidade rime com perigo. Para começar, defina o terreno de buscas e o tempo que os jogadores têm para se esconder.  

JOGO: quem vai à procura vira-se para uma parede (ou uma árvore), fecha os olhos, e começa a contar em voz alta. Durante esse tempo, os outros jogadores vão esconder-se e não podem mais mexer-se. Quando a contagem terminar, quem vai à procura avisa que vai começar. A última pessoa encontrada torna-se a pessoa que vai à procura na vez seguinte. Até aqui todos percebem as regras. Adicionemos um pouco de emoção: 

Quem procura deve tocar nos jogadores quando os encontrar

O jogador descoberto pode salvar-se indo tocar no local onde quem procura esteve a contar. Sem ser agarrado! 

Cada jogador descoberto torna-se uma pessoa que procura

Um jogador esconde-se, torna-se a sardinha, e todos vão à sua procura.

escondidas

4. 1, 2, 3 Macaquinho do chinês! 

Jogo de rapidez, de destreza, de equilíbrio... em resumo. 1, 2, 3 macaquinho do chinês é o jogo por excelência dos jovens ninjas! E quanto a vocês não sei, mas tenho ainda fortes memórias das partes mais ou menos amigáveis em que a pessoa que estava a contar nos tentava fazer rir com caretas, cócegas ou mesmo "falsos alertas", virando-se antes de ter mesmo começado a contar para nos eliminar. Sim, por baixo do seu ar amigável, "1, 2, 3, macaquinho do chinês!” era também um jogo tático e mental.

 

JOGO: As regras são simples, mas o desafio é difícil. 

Uma pessoa conta, as outras estão atrás de uma linha a vários metros de distância. A pessoa que está a contar está normalmente contra uma parede. Ela vira-se contra a parede (virando as costas aos outros), e conta “1, 2, 3, macaquinho do chinês!”. A contagem deve ser articulada e percetível (senão é batota). 

Enquanto a pessoa conta, os outros avançam. Mas depois de "macaquinho do chinês!", a pessoa volta-se e toda a gente deve imobilizar-se, qualquer que seja a sua posição nesse momento. Se se mexer, o contador irá eliminá-lo e deve voltar à linha de partida e recomeçar. 

A primeira pessoa a chegar a quem está a contar (logo, à parede), ganha. Para ganhar, basta assim tocar no seu ombro.

macaquinho do chinês

5. Disco voador 

Quase todos temos um disco voador perdido em casa (atenção que um prato em plástico também serve), uma recordação desse verão em que prometemos fazer jogos intermináveis no parque ou na praia. Mesmo que não saia, pode sempre jogar no jardim. Este desaconselhamos que jogue no interior. Porque mesmo que "prometemos, vamos ter cuidado", algumas decorações ou lâmpadas irão sempre sofrer. Ou então, liberte o espaço, mas à sua responsabilidade...

Pode jogar sozinho, mas é muito mais divertido se forem vários. Se for o feliz proprietário de um cão, este irá adorar juntar-se ao jogo! Já o gato provavelmente irá esconder-se ou mudar de divisão...


JOGO: O mundo do disco voador é rico! Propomos-lhe aqui 2 opções de jogo:

Lançamento ao alvo: como o nome indica, o objetivo é o de levar o disco voador a tocar num alvo predefinido. A vantagem: A criança pode jogar sozinha e passar horas a aumentar a dificuldade, afastando-se cada vez mais do alvo ou focando um objeto cada vez mais pequeno. Mas evite os alvos humanos. Lembro que as crianças têm por vezes tendência a lançar os seus projéteis à altura dos seus olhos, logo da sua anca.

Ultimate frisbee (simplificado) : Faça equipas, defina um terreno de jogo com espaço adicional em cada ponta, um por equipa. O objetivo é o de fazer passes até que um membro da sua equipa receba o disco no espaço da equipa adversária. O jogador que tem o disco não se pode mexer nem pode segurá-lo mais que 5 segundos.

disco voador

6. Dança 

Depois do “street dance battle”, o “house dance battle”?



As crianças, sobretudo as mais novas, dançam bastante espontaneamente. É o momento de aproveitar para lhes ensinar alguns movimentos e de começar uma batalha de dança na sua sala. Aliás, os vídeos e os desafios de dança entre pais e filhos abundam na internet. Inspiração não lhe falta.



JOGO: Mesmo que as suas crianças sejam mega criativas, não são permitidos todos os movimentos! 

- Dividam-se em duas equipas

- Delimite um círculo no chão, que será a vossa pista de dança. Sair desta zona leva à eliminação.

- Escolha uma música para a qual dois participantes irão demonstrar o seu sentido de ritmo. Não é permitido empurrar a outra pessoa nem desequilibrá-la! Não é um desporto de contacto ;)

- Escolha o(a) vencedor(a) em função de critérios prévios como o sentido de ritmo, a originalidade, a precisão, o entusiasmo, etc. (ou seja completamente subjetivo, mas cuidado com as represálias e as guerras frias que podem dividir a sua prole…)

Recomendo que façam uma batalha a feijões, para dar tempo que se habituem, no início.

dança

7. Lobo (jogar à apanhada)

“Jogar ao lobo e defender a minha amada, porque há um amigo que está constantemente a perturbá-la.” Como o António, torne-se um cavaleiro dos tempos modernos e defenda a viúva e o órfão! 

Este jogo, conhecido por todos, existe por todo o mundo, mas nunca ninguém entrou em acordo quanto ao nome. O gato, o lobo, o urso, perdemo-nos um pouco neste jardim zoológico! 

Interessemo-nos antes pelo(s) jogo(s). De início, o lobo tem de tocar nos outros jogadores, que tomam assim o seu lugar. Mas pode adicionar algumas regras: 
- Empoleirado: elevamo-nos em altura e não podemos ser apanhados. 

- Cor: definimos uma cor, e quando um jogador toca nela, fica imunizado! (se não quiser que os seus filhos subam para a sua nova mesa, é uma opção interessante) 

- Congelado: se um jogador for tocado, permanece imóvel até que alguém o salve

- Submarino:  o mesmo princípio, mas o jogador que foi tocado deve ficar de pé com as pernas abertas e esperar que alguém passe no meio delas para ser libertado!

8. Saltar ao eixo

Aqui está uma atividade que leva à unanimidade em casa.

No entanto, recomendamos vivamente que afaste móveis, tapetes e outros objetos que possam passar à frente dos seus pequenos desportistas. A regra é simples: os primeiros jogadores fazem uma linha, com a cabeça para a frente, e os últimos jogadores apoiam-se nas mãos para saltar por cima deles. A menos que queira adormecer, desaconselhamos ser espetador nesta atividade.

saltar ao eixo

9. Cadeiras musicais

Desfrutar dos melhores trechos do seu músico preferido enquanto as crianças se divertem, sim, é possível. Para tal, precisa de uma coluna (ou do seu telefone), uma divisão desobstruída ou um jardim, e... cadeiras. Claro que se forem mais de três é mais divertido, mas não o obrigamos a convidar os vizinhos. 

~O JOGO: quem conduz o jogo inicia a música, e os jogadores vão girando à volta das cadeiras. Quando a música para, devem encontrar uma cadeira. O jogador que ficar de pé é eliminado e retira-se uma cadeira.

cadeira

10. Berlindes (desporto de precisão) 

Estamos de acordo, nem todas as crianças adoram a corrida, os saltos no ar ou o Hula Hoop. 

Para quem prefere a precisão e a flexão do indicador, vamos buscar as nossas bolsas de berlindes!

 

Três jogos que nos vão trazer recordações:

- O tic: conhece a petanca? Pois bem, o tic é parecido. Coloque o berlinde de um dos jogadores a 3 metros, os outros devem tentar acertar nele fazendo-o mexer-se. Normalmente, o primeiro que o consegue ganha o berlinde em causa. 

- A cova: Encontre um buraco (cova) e coloque-se a 3 metros dele. Cada criança atira o seu berlinde e volta a lançá-lo do local onde parou. Um berlinde dá 10 pontos, e o objetivo é chegar aos 110. Como vê, até trabalhamos a matemática! 

- O percurso: o seu filho transborda de imaginação? Deixe-o criar um verdadeiro percurso de combatente, com buracos, subidas, descidas. Basta simplesmente um ponto de partida e uma linha de chegada. O primeiro a transpô-la, ganha!

berlinde
berlinde

Bónus: o chão é lava?

Este é um excelente jogo para os acrobatas e trepadores da casa. O princípio é simples, desde o início ninguém pode tocar no chão. A partir desse momento, pode pedir aos seus anjinhos que lhe vão buscar um livro ou uma camisola. Evite qualquer objeto que se parta ou potencialmente perigoso. Tenha o cuidado de preparar e facilitar um pouco o percurso. Seria lamentável que a criança faça cair a biblioteca ou parta o móvel dos avós.

Um exemplo, vai buscar-me o casaco” : O Miguel, confortavelmente sentado no sofá, tira os pés do chão e começa a trepar pelos rodapés, móveis (estáveis e robustos), cadeiras, etc. Usa umas almofadas para fazer um trilho até ao bengaleiro (esperto!) e já está! Boa, Miguel!

lava

Estes artigos interessam-lhe

mãe e filho a brincar

10 exercícios para fazer em casa com os seus filhos (2-4 anos)

Tens crianças pequenas? A energia deles não acaba? E se fosse possível aliar a energia deles e a um mini treino para te manteres em forma?
yoga criança

Yoga para as crianças

Gosta de yoga? Pratica esta modalidade regularmente? Mas sabia que este desporto também é acessível aos mais jovens, proporcionando inúmeros benefícios?
ginástica para criança e bebé

Ginástica para criança e bebé em casa: Exercícios para saltar

Com 2 pés, 1 pé, para a frente, para trás, para o lado, com uma bola….damos-lhe ideias para o seu filho a treinar os saltos.
ginástica para criança e bebé

Ginástica para criança e bebé em casa: Como preparar uma sessão?

Aprenda alguns truques simples que o vão ajudar a gastar toda essa energia ao mesmo tempo que o ajudam no seu desenvolvimento!
ginástica para criança e bebé

Ginástica para criança e bebé em casa: Exercícios para o equilíbrio

O seu filho adora balançar-se? O seu equilíbrio desenvolve-se. Explicamos-lhe porquê e como fazer para melhorar.