Unselected
courir_au_seuil_pour_mieux_progresser

CORRER NO LIMITE PARA TER UM MELHOR PROGRESSO

Uma técnica de treino que se estabelece entre o jogging fácil e o treino intervalado intenso, o trabalho no limiar ajuda a habituar o corpo a tolerar melhor os esforços moderados.

Unselected

Qual é o limite?

Nem sempre é fácil compreender as especificidades desta técnica de treino. A própria explicação da noção de limite permanece confusa para muitos.

Para simplificar – mesmo que isso signifique caricaturar – o seu princípio e o processo fisiológico que envolve, provavelmente é melhor manter o significado literal da palavra: o limite indica o ritmo em que um corredor treina quando está no ponto de mudar para outro tipo de esforço. Passar de uma velocidade confortável do tipo jogging (até cerca de 80% da frequência cardíaca máxima) para um ritmo mais sustentado (mas sem utilizar o sistema anaeróbico).

O objetivo deste tipo de trabalho é acostumar o corpo a tolerar um certo grau de desconforto em termos de falta de ar. E correr por períodos cada vez mais longos (de cinco minutos para começar até 30 a 45 minutos para corredores experientes) a uma velocidade 'limite' além da qual o esforço cessaria rapidamente devido ao acumular de ácido lático nos músculos.

Assim como no trabalho intervalado, o treino no limite é equilibrado entre as fases de esforço sustentado e recuperação. Exemplos de sequencias: 4x6min com recuperação 2'; 2x10min com 5' de recuperação.

Entre os muitos benefícios a serem obtidos com o treino no limite semanal: desenvolvimento da capacidade de correr mais rápido e por mais tempo, mas também aquisição de melhor resistência. De fato, esta técnica de trabalho ensina os músculos a administrar melhor as suas reservas de açúcar e, portanto, a manter uma maior qualidade de esforço ao longo do tempo.

No nível mental, o limite obriga o corredor a lutar e sair da respiração muito confortável do jogging tradicional. É desejável, quando possível, realizar esse tipo de treino em grupo para estimular a fibra do competidor.

Unselected

Alguns cuidados a ter para treinar bem no limite:

- Precede sistematicamente a parte do limite do teu treino com um aquecimento mínimo de 20 minutos - aumentando gradualmente o ritmo para aumentares a frequência cardíaca.

- Se optares por treinar na pista, certifica-te de equilibrar o tempo das sequências no limite como durante uma sessão de intervalo.

- Se optares pelo treino na natureza, confia no teu relógio (utilizando o cronómetro) e respeita os períodos de recuperação de duração inferior ou igual ao tempo total do esforço no limite (o mesmo na pista).

- Interrompe o esforço se as sensações não forem boas (cabeça girando, dores musculares agudas, etc.).

- Aproveita o tempo para arrefecer, com uma corrida bem lenta de cerca de quinze minutos, para concluires a tua sessão.

-Treino de Limite pode ser projetado por sensações - ou seja, sem cronómetro - para conheceres melhor os teus limites e aprenderes a superá-los.

Unselected

Boa corrida !

Unselected

Descubre os nossos conselhos para progredires nos treinos

Como correr mais rápido?

Como correr mais rápido?

Como correr mais rápido? Fartlek, treino dividido, treino cruzado, construção muscular... O nosso treinador e 3 corredores experientes dão-te todos os conselhos.

Qual é o teu potencial de corrida?

Qual é o teu potencial de corrida?

Qual é a tua margem de progresso na corrida?

CORRER NO LIMITE PARA TER UM MELHOR PROGRESSO

CORRER NO LIMITE PARA TER UM MELHOR PROGRESSO

Trabalhar no limiar ajuda a acostumar o corpo a tolerar melhor os esforços moderados.

COMO CALCULARES O TEU VMA FACILMENTE?

COMO CALCULARES O TEU VMA FACILMENTE?

La VMA, cet indicateur personnel qui vous permet de connaître le bon rythme de course à pied. Découvrez comment calculer votre VMA.