logo-nabaiji

APROVEITE O VERÃO PARA NADAR

As férias são a época ideal para nadar e voltar à água, aproveite o mar e outros pontos de água à sua volta!

É o momento para relaxar, mudar o seu ritmo habitual e ter tempo para comer de forma equilibrada, beber muita água, deixar de fumar, deitar-se mais cedo… E sobretudo voltar a praticar desporto!

número1

A natação para recomeçar em suavidade

O objetivo das férias, voltar a por o nosso corpo no caminho dos bons hábitos: eliminamos as toxinas acumuladas, eliminamos as gorduras e tonificamos os músculos!

A escolha do desporto deve corresponder a um desejo pessoal e o objetivo é antes de mais ter prazer. De nada serve preparar-se para uma maratona se não gostar de correr...
Para voltar a praticar uma atividade física sem se aleijar a escolha ideal é a natação. Sabia que, dentro de água o nosso corpo pesa 6 vezes menos que em terra?Isto permite aliviar as articulações e evitar os riscos de lesões.

A natação é assim o desporto a privilegiar para  recomeçar o desporto em suavidade.

number2

Praticar regularmente

O ideal seria fazer 1 sessão por dia de pelo menos 30 minutos.

É o suficiente para obter resultados visíveis! Poderá depois adicionar sessões mais tarde, mas o principal é continuar ao longo do tempo!Privilegie a regularidade à quantidade, mais vale realizar uma pequena sessão de natação todas as manhãs durante 15 dias, que duas vezes duas sessões de duas horas...

Também podemos completar as sessões de natação com a marcha, ao longo da costa por exemplo. No mar, num lago (até nas grandes piscinas de alguns aldeamentos de férias), caminhe com um passo enérgico durante 20 minutos no mínimo. A água deve chegar-lhe à altura da bacia. Muito bom para o organismo, esta marcha desportiva (para além de o ajudar a fazer a digestão depois de um almoço mais carregado) trabalha intensamente os músculos e a parte cardio. Também favorece a oxigenação dos músculos, o que melhora a recuperação.

number3

O momento ideal

De manhã, ao meio-dia ou ao fim da tarde? Nas férias, a prática matinal vai favorecer o queimar das gorduras, sobretudo se for feita em jejum.

Se praticar depois do almoço, esqueça os conselhos das avós, não precisa de esperar 4h para fazer a digestão para poder entrar dentro de água. Pelo contrário, a prática de uma atividade física permite-lhe sentir-se menos inchado!

No fim do dia, evite terminar a sua sessão demasiado tarde, porque o seu corpo não terá tempo de voltar a uma temperatura favorável ao adormecimento.

O corpo segue diferentes ritmos biológicos e cada um deve encontrar o seu próprio « melhor momento» para praticar uma atividade física.

number4

Aproveite para descontrair

Depois de uma ano bem carregado, praticar uma atividade física permite também descontrair-se mentalmente. Esvazia-se a mente, pensa-se noutras coisas, partilham-se momentos simpáticos com outros desportistas.

E se aquilo que gosta é a prática de um desporto individual, também pode preparar uma playlist dinamizadora com a ajuda de mp3 waterproof !

number5

A recuperação

Se se tiverem passado vários meses desde que praticou atividade física, retome-a suave e progressivamente.

Para evitar as dores musculares do regresso, beba muita água. Coma féculas para ter uma boa recuperação e não se esqueça de fazer alongamentos sérios no fim de sessão.

number6

MANTER O RITMO NO INÍCIO DO ANO

E se a experiência o convenceu porque não inscrever-se no próximo início de ano?

Os clubes e as associações propõem frequentemente inscrições trimestrais. Informe-se na sua câmara municipal para conhecer a lista das estruturas e o programa das atividades propostas perto de si. A natação pode ser começada em qualquer idade, não tem contra-indicações particulares. No entanto, antes de se inscrever, aproveite por passar pelo seu médico, para confirmar que está tudo bem.

 

Ao praticar todo o ano, vai ficar com o corpo tonificado rapidamente! O esforço vai saber-lhe bem no próximo verão... !

regis

RÉGIS

Nadador Nacional & Dialogue Leader

ESTES CONSELHOS PODEM SER DO SEU INTERESSE

VOLTAR PARA O TOPO