A AUTOMASSAGEM EM 3 TEMPOS

Como recuperar eficazmente?

A automassagem é fundamental no seu processo de recuperação pós-esforço, independentemente do seu nível ou prática. A recuperação é uma fase essencial que inicia logo após a sessão de desporto. Facilita a sua evolução e orienta o seu desempenho. Simples e muito eficaz, a automassagem em recuperação evita ainda as dores e as lesões. Pense em incluí-la no seu plano de treino!

automassagem-3-tempos

Que efeitos tem o desporto no nosso corpo?

Durante um esforço físico, o corpo do desportista sofre uma perturbação no seu equilíbrio interno. Mesmo depois de terminado, o esforço continua a ter impacto no organismo: rutura de fibras musculares, aumento da temperatura corporal, adaptação cardiovascular, perturbação da composição sanguínea, desidratação e perda de nutrientes, acumulação de ácido lático, falta de oxigénio, etc…

Uma boa recuperação é, por isso, indispensável para recuperar mais rapidamente o desempenho inicial e assim evoluir, recarregar energias e limitar as dores e dores musculares.

Os benefícios da automassagem

●      Atua diretamente nas fibras musculares lesionadas. Elimina as toxinas acumuladas durante o esforço.

●      Reduz as contraturas musculares, também chamadas «Trigger points». Permite melhorar a mobilidade da zona aliviada e evitar o aparecimento de dores musculares.

●      Diminui a sensação de fadiga. Provoca uma sensação de bem-estar e de recuperação muscular quase imediatas.

●      Permite um melhor retorno venoso e linfático.

massagem-bastão-modular

1/ QUANDO REALIZAR A AUTOMASSAGEM?

Não realize a automassagem imediatamente após o esforço. Recomendamos que espere várias dezenas de minutos, para que a temperatura do corpo tenha tempo de descer e para que deixe de transpirar.

Para uma massagem ideal: hidrate-se, alimente-se e realize um período de recuperação ativa, prosseguindo com uma atividade muscular e cardíaca logo após o esforço, para facilitar a eliminação das toxinas produzidas pelos músculos durante o exercício. Esta massagem pode ser precedida de um duche quente ou de uma sessão de sauna, para promover a vasodilatação.

2/ COMO FAZER?

Numa primeira fase, relaxe…O grupo muscular massajar deve estar bem relaxado após o esforço, para evitar qualquer tensão. É necessário descontrair os músculos, utilizando técnicas de massagem com uma duração mínima de 5 minutos em cada grupo muscular.

2 técnicas:

-        Massagem manual, com cremes, óleos ou bálsamos que contêm óleos essenciais. Podem ser utilizadas várias técnicas: massagem sem intensidade, pressão estática numa zona de tensão, deslizamento com pressão para drenar o músculo, pressão superficial ou profunda. Poderá também massajar com eficácia braços e pernas (link para vídeos tutoriais).

-        Com acessórios de massagem, em movimento de vaivém ou em movimentos circulares sobre o grupo muscular. A pressão exercida pelos acessórios provoca uma ligeira dor que é perfeitamente normal. É sinal que a massagem é eficaz. Nas zonas mais sensíveis, continue a insistir, lentamente, exercendo pressão suficiente sobre o músculo. Este tipo de massagem permite aceder às partes normalmente inacessíveis do corpo (glúteos, trapézios).

Para uma maior eficácia, a automassagem deve ser praticada com regularidade, tal como os seus treinos.

3/ QUE ACESSÓRIOS DEVEM SER USADOS E EM QUE ZONAS?

Em complemento da massagem:

Os alongamentos, o frio ou a compressão fazem parte dos diversos métodos complementares de uma boa recuperação.

Tem os equipamentos adequados para uma boa massagem?

ESTES CONSELHOS PODEM INTERESSAR-LHE