Trail RUNNING e iluminação: Prepare-se para correr à noite

Entre os vários desafios e sensações que o trail pode oferecer, correr de noite é sem dúvida uma experiência à parte. Entre as dificuldades multiplicadas e as suas perceções que se adaptam ao ambiente noturno, as primeiras corridas sob as estrelas convidam a descobrir um novo universo. Adicionalmente, a iluminação tem obviamente um papel crucial nas saídas noturnas. Como tal, deixamos os nossos 10 conselhos para preparar bem o trail noturno.

Trail e iluminação: Prepare-se para correr à noite

TREINAR PARA CORRER À NOITE

Não é nenhum segredo, um trail bem sucedido depende de um treino adequado e em condições realistas. Logo, se estás a preparar uma competição que inclui partes noturnas, é altura de realizar treinos noturnos. Começamos assim com alguns conselhos para adaptar a preparação às condições noturnas.

1. Variar as atividades e os terrenos

Para progredir no treino, e manter treinos de qualidade, deves variar as atividades frequentemente: ciclismo, treino funcional, caminhada, cross-country ou corrida de orientação, o que não falta é escolha. E ocasiões para treinar à noite também não! Para multiplicar as saídas noturnas e acumular experiência, não limites os treinos noturnos à corrida! Tente também treinar de noite nos tipos de terrenos que irás encontrar em prova.

2. Comece por correr sob a iluminação pública

Para se treinar progressivamente a correr na penumbra, começa por treinar quando começa a anoitecer. E para as primeiras saídas noturnas, podes contemplar trajetos que beneficiam de iluminação pública. Irá assim começar as saídas noturnas numa semiobscuridade que permite familiarizar com as sensações e as perceções de uma corrida noturna.

E lembra-te: mesmo que possas ver graças à iluminação pública, é muito importante se tornar visível para os restantes utilizadores da estrada, graças a uma iluminação pessoal adequada.

3. Sair com outras pessoas

Para se habituar a correr de noite, a solução é portanto multiplicar os treinos noturnos. Para te motivares durante as suas primeiras saídas na penumbra, pode ser boa ideia treinar em conjunto com outros.

Pois é, afinal, na partida numa corrida também estás sozinho! Assim, para ter uma motivação extra e para fazer os seus primeiros quilómetros noturnos de espírito mais tranquilo, não hesites em organizar saídas com parceiros de treino.


4. Vê o que está à tua frente
Tanto de noite como de dia, o importante é correr! E, especialmente, correr bem. Assim, mesmo que a falta de visibilidade seja incomodativa durante as suas primeiras saídas noturnas, é necessário ver o que está à sua frente e pensar no percurso da sua corrida, em vez de estar a ver onde mete os pés.
Como ocorre com as corridas diurnas, concentrar-se nas trajetórias permite-lhe correr de forma mais fluída e descontraída. É também uma boa forma de confiar que as pernas e os pés te vão dar indicações sobre o terreno.

5. Testa o equipamento
Por fim, os seus treinos noturnos são a ocasião de testar a iluminação, da mesma forma que testa o resto do seu equipamento quando preparas uma prova.
Para evitar surpresas, abordar a prova de forma mais tranquila e ganhar eficácia (logo, desempenho) durante a corrida, aconselhamos a que testes o máximo de vezes possível a iluminação noturna, mas também o resto do equipamento: as grandes quedas de temperatura durante a noite exigem importante hidratação/ nutrição e isolamento térmico.

OS NOSSOS CONSELHOS PARA UMA CORRIDA NOTURNA BEM SUCEDIDA

Após os treinos noturnos, é altura de abordar a competição. Para preparar a sua prova da forma mais tranquila possível, evitar as surpresas e ganhar eficácia, aqui ficam os nossos truques para gerir bem a iluminação durante a prova.



6. Economizar a bateria na partida



A primeira chave de uma iluminação eficaz diz respeito ao início da corrida, e mesmo à sua preparação. Antes de mais, é obviamente importante verificar a sua iluminação e a sua alimentação quando está a preparar o equipamento. No entanto, é boa ideia separar as pilhas ou a bateria da iluminação até ao momento da partida, para evitar que a lanterna se acenda acidentalmente na mochila.

Em segundo lugar, na realidade, a partida de uma corrida é quando precisa menos de iluminação. Graças às lanternas de todos os outros praticantes, podes pôr a lanterna em modo económico ou mesmo apagá-la, para poupar a bateria!


7. Faz as subidas no modo económico...



Quando abordas uma encosta em desnível positivo, o horizonte é forçosamente mais reduzido, pela simples razão de que o chão está muito mais perto da altura dos seus olhos! Podes assim por a sua iluminação em modo económico e poupar a bateria.



8/ … e desce no modo máximo



Como as condições de corrida estão invertidas, inverte também a iluminação! Durante uma descida, o nível do solo é muito mais baixo, e deves concentrar-te mais onde colocar os apoios e em encontrar o percurso. É assim o momento para passar a iluminação ao modo máximo, para facilitar o progresso e ganhar tempo.



9. Recarregar as baterias



Tanto para evitar más surpresas como para beneficiar de uma iluminação eficaz durante toda a corrida, é boa ideia equipares-te com alimentação extra para a iluminação. Sob a forma de pilhas, baterias extra ou powerbank, o princípio é o mesmo: guardar a recarga num compartimento da mochila facilmente acessível, para perder o mínimo de tempo.

E já que falamos de alimentação, aqui fica um outro conselho: quando escolher a lanterna de trail, confirme que a luminosidade permanece constante qualquer que seja o nível da bateria. Esta qualidade da iluminação de trail confere muito mais conforto durante a corrida!


10. Pense numa lanterna de emergência



Acabamos com um conselho muito simples mas que pode mudar radicalmente a corrida: a lanterna de emergência! Sim, uma lanterna de emergência é frequentemente parte do equipamento obrigatório de uma competição de trail. E como trail é sinónimo de aventura e de autonomia, esta segunda lanterna por vezes existe por uma boa razão. Para compensar as avarias ou os imprevistos sem afetar a corrida, podes recorrer a uma lanterna de emergência idêntica à iluminação principal.