correr com um relógio cardio

Porquê correres com um relógio cardio?

Correres com um relógio que mede os batimentos do teu coração? Mas para que serve? E se for o utensílio que te falta para correr ao teu ritmo, conseguires uma melhor respiração e ainda melhorares na corrida? Eis as explicações para compreenderes as possibilidades oferecidas por um relógio cardio.

1. Encontrares a intensidade de esforço correta

A frequência cardíaca é medida em bpm (batimentos por minuto). Quanto mais intenso for o esforço, mais rápido será o batimento do coração e, por conseguinte, mais elevado será o valor em bpm. Até aqui, é simples e lógico.

Conhecer a sua frequência cardíaca durante o esforço, é também saberes o tipo de esforço onde te encontras: aquecimento, conforto ou endurance fundamental, endurance, resistência, resistência dura. Cada uma destas intensidades de esforço produz efeitos diferentes no teu corpo: conforto na prática, perda de peso, melhor resistência, progressão... Saber em que zona te encontras permite-te direcionar o teu treino e, principalmente, sentires-te melhor a correr, sobretudo se te iniciares na prática de corrida.

Mas então como se calculam essas intensidades de esforço? Essas zonas são calculadas automaticamente em função da tua frequência cardíaca máxima, que é normalmente estimada através do relógio cardio com base na tua idade e sexo (ou talvez calculada de forma mais precisa com a ajuda de métodos de corrida; ver o nosso artigo mais abaixo):  

- Aquecimento: 50% a 60% da FC máx.

- Conforto (também denominado endurance fundamental): 60% a 70% da FC máx.

- Endurance: 70% a 80% da FC máx.

- Resistência: 80% a 90% da FC máx.

- Resistência dura: 90% a 100% da FC máx.

2. CORRERES COM O TEU RELÓGIO CARDIO PARA ENCONTRARES O TEU RITMO RESPIRATÓRIO

Tens tendência a ficar ofegante enquanto corre ou no final das tuas sessões? O uso de um relógio cardio vai permitir-te encontrares o teu ritmo em tempo real para evitar que o coração acelere e sintas dificuldades acrescidas. Na zona de conforto, deverás conseguir falar enquanto corres e correr mais tempo pouco a pouco. Na zona de endurance, o esforço será mais intenso, mas não ficarás ofegante se correres com maior regularidade. Na zona de resistência, ficarás ofegante ao fim de alguns minutos, uma vez que esta se destina apenas a esforços curtos e intensos.

Em suma, para melhorares ou encontrares o teu ritmo respiratório, deves correr até 80% da tua frequência cardíaca máxima.

3. Correres com relógio cardio para queimares gorduras

Corres para manter a linha? A zona "conforto" é especialmente interessante, pois permite queimares mais gorduras e limita as faltas de fôlego. Na verdade, nesta zona, o corpo não fica em situação de stress. Tem tempo para queimares as gorduras, de modo a transformá-las em energia para os músculos.

Sabe que quando corremos, utilizamos dois carburantes: os lípidos e os hidratos de carbono. Se correres a um ritmo lento, a tendência é para utilizares os lípidos. Por outro lado, nas sessões de corrida mais intensa consomem-se mais açucares lentos. O ideal será, portanto, realizares sessões com diferentes intensidades para perderes peso, variando a sua duração, no sentido de solicitares todos os regimes energéticos e evitares a monotonia.

4. CORRERES COM RELÓGIO CARDIO PARA EVOLUIRES

Para correres mais rapidamente ou apenas para te sentires mais à vontade ao teu ritmo atual, deves fracionar o teu esforço. O seu princípio é simples: as fases de corrida rápida são alternadas com fases de corrida lenta ou caminhada. O relógio cardio permite-te programares exercícios fracionados e indica-te se estás a trabalhar nas zonas cardio adequadas. Descobre os nossos exercícios fracionados em Kalenji.fr e na nossa aplicação para corrida DECATHLON COACH.

Mais um pequeno conselho...

Alguns relógios cardio, com ou sem GPS, permitem-te sincronizar com a tua aplicação desportiva todos os detalhes do teu treino graças à função Bluetooth. Prático para os que pretendem analisar o seu desempenho em tempo real! Pensa também em consultares os nossos programas de treino para evoluires na corrida.

Leia os nossos conselhos para correr com sensor cardíaco

pessoa a calcular a frequência cardíaca no telemóvel

COMO CALCULAR A FREQUÊNCIA CARDÍACA MÁXIMA (FCM)?

A frequência cardíaca máxima explicada por Philippe Propage, treinador internacional
template-thumbnail-conseil-cardio

O CARDIO EM POUCAS PALAVRAS...

O coração fala e o cardio ouve… Descubra os mecanismos do seu coração durante o exercício físico!
Como funciona um sensor cardio ótico?

Como funciona um sensor cardio ótico?

Descubra como funciona um sensor cardio ótico e, como bónus, respondemos às 5 perguntas que colocar sobre esta tecnologia!