O VO2max em corrida a pé

O VO2MAX EM CORRIDA

É possível que leias artigos ou revistas relacionados com corrida e, nesse caso, já terás ouvido falar do VO2max. Mas o que se esconde por trás desta expressão, e quais são as especificidades ligadas à corrida? Abordemos a questão em 4 aspetos

O QUE É O VO2MAX?

O VO2max é o volume de oxigénio máximo que o organismo é capaz de utilizar por unidade de tempo. Por outras palavras, é a quantidade de oxigénio que os pulmões são capazes de consumir e fazer chegar aos músculos através do sistema circulatório. Exprime-se em 2 unidades diferentes: em litros ou mililitros de oxigénio por minuto (L/min) ou em quilogramas de peso corporal (ml/min/kg). A primeira unidade é considerada absoluta, enquanto a segunda é considerada relativa ou normalizada, e permite comparar 2 atletas de constituição diferente.

Um adulto sedentário apresenta valores da ordem dos 30 a 40 ml/min/kg, enquanto um atleta de elite em desportos de resistência (corrida, trail, esqui de fundo, etc.) apresenta valores recorde da ordem dos 85 a 90 ml/min/kg. Entre estes 2 extremos encontra-se a maioria dos praticantes de corrida, nos quais é possível que se encontre, com valores entre 40 e 65 ml/min/kg.

COMO CALCULARES O TEU VO2MAX?

Nesta altura, já se deverás ter feito a pergunta que se impõe: e eu, qual é o meu VO2max? Para o conheces, terás de correr (em laboratório ou numa pista) equipado com um dispositivo de análise de trocas gasosas capaz de medir o teu consumo de oxigénio a todo o instante. É este o esforço que terás de fazer se o teu médico lhe prescrever um teste de esforço num especialista em medicina desportiva.

Mas ainda que o queiras, são poucas as hipóteses de um dia vir a conhecer exatamente o teu VO2max. Nada de preocupante: não precisarás de o conhecer para os teus treinos do dia a dia. Em contrapartida, os estudos demonstraram que este valor de VO2max está associado ao valor de Velocidade Máxima Aeróbia (ou VMA) que se define como sendo a mais baixa velocidade a que se consegue atingir o consumo máximo de oxigénio. E é precisamente esta relação VO2max - VMA que nos interessa, tanto mais que a VMA se avalia simplesmente através de um teste progressivo em pista (teste Léger-Boucher, Teste Navette, Testes TUB2, etc.).

COMO DESENVOLVERES O TEU VO2MAX?

O VO2max é um dos fatores-chave do desempenho nos testes de resistência. Se é esse o teu objetivo, terás de o melhorar, independentemente da distância de corrida que estiveres a preparar. Os vários estudos elaborados pela investigadora francesa Véronique Billat revelaram que o VO2max melhora quando o atleta corre a valores próximos do seu VMA, e em particular de acordo com o tempo passado nesses valores. Resumindo, quanto mais tempo passares a 95% (ou mais) dos teus valores fisiológicos (frequência cardíaca, respiração) medidos em VMA, mais hipóteses terás de melhorar o seu VO2max.

Desenvolver o seu VO2max em corrida a pé

QUAIS SÃO OS FATORES LIMITATIVOS DO TEU VO2MAX?

O primeiro fator limitativo é incontornável: a genética. E neste ponto, nada há a fazer, tal como não te é possível mudares a natureza dos teus cabelos; nós não somos todos iguais, e o VO2max é determinado geneticamente, como muitos outros fatores de desempenho. Par cada indivíduo, é possível indicar 5 fatores limitativos: a ventilação, o transporte de oxigénio no sangue, a capacidade de o coração fazer circular o sangue, a capacidade de o sangue chegar aos músculos e a capacidade de os músculos extraírem o oxigénio. Entre os outros fatores limitativos, há que referir a idade (o VO2max diminui com a idade), o sexo (os homens apresentam valores mais elevados do que as mulheres) ou a altitude (verifica-se uma redução de 10% por cada 1000 m de altitude).

Ainda que não sejamos todos iguais face ao nosso VO2max, há que ter em conta que este não é o único fator que determina o teu desempenho durante os testes de resistência. Existem mais 2 fatores igualmente importantes: o gasto energético (que dependerá da tua técnica e da tua musculatura) e a tua percentagem de utilização do teu VO2max. Para a pista para evoluires!

O VO2max em corrida a pé

Sébastien

Este artigo foi redigido por Sébastien, Responsável de secção da Decathlon Beauvais e praticante de trail de média e longa distância.

Descubra os nossos conselhos de corrida

pessoa a calcular a frequência cardíaca no telemóvel

COMO CALCULAR A FREQUÊNCIA CARDÍACA MÁXIMA (FCM)?

A frequência cardíaca máxima explicada por Philippe Propage, treinador internacional