Como escolher o melhor desporto para cada criança

É hora de matricular os filhos nos desportos para o início do ano letivo? O desporto é importante em qualquer idade!
Descobre como escolher o melhor desporto para cada criança. Mantém as crianças e jovens ativos e felizes.

Duas crianças a saltar numa aula de ginástica

Aprender no ensino oficial é o que acontece a todas as crianças e adolescentes, para depois poderem, na maior parte das vezes, ingressarem na universidade.
Mas não são apenas as aulas que ensinam e ajudam ao desenvolvimento das crianças. As atividades desportivas também apoiam o desenvolvimento das crianças e jovens.
Qual a idade indicada? Quais os benefícios e cada perfil? Temos algumas dicas para ajudar a escolher o desporto para os mais novos.

BENEFÍCIOS DAS ATIVIDADES EXTRACURRICULARES

As atividades extracurriculares são uma forma das crianças se expressarem e adquirirem diferentes competências. Dessa forma as crianças irão desenvolver competências físicas e cognitivas e adquirir novas ferramentas. As atividades extra podem estar ligadas à música, artes plásticas ou ao desporto.
Neste artigo vamos abordar os benefícios das atividades extracurriculares desportivas e como esses benefícios podem apoiar a escolha do desporto.

Melhoria do comportamento da criança
Estimula a criatividade
Melhoria da relação com os outros

O desporto e a atividade extracurricular

O desporto é uma escolha acertada como atividade extracurricular, uma vez que vai estimular e desenvolver as competências físicas da criança e contribuir para o bem-estar físico e emocional.

Se a atividade física for a escolha como atividade extracurricular, qual será o melhor para a criança? Bom, a resposta mais sensata é deixar-se que seja a criança ou jovem escolher.

Não leves a criança para o desporto que gostavas de praticar. Deixa-a decidir. Mas há outra ideia que deve estar sempre presente, até aos 10 ou 11 anos, a criança não deve encarar o desporto de forma muito competitiva.

O desporto mais adequado para cada criança está pendente de três fatores. Da idade da criança, da sua personalidade e das necessidades. Quando uma criança inicia um desporto o objetivo deverá ser divertir-se, brincar e gostar do que faz. 

Até aos 10 anos a competição e a especialização não devem ser postas de parte e não apresentarem um factor de pressão. Porque quando isso acontecer o nível de comprometimento vai ser maior e até essa idade não é benéfico.

Outro aspeto que deves ter em conta é optar por desportos básicos, pelo menos inicialmente. Desportos como ginástica, natação ou dança, considerados desportos completos, são os ideais. Porque trabalham a flexibilidade, a resistência e a coordenação motora.

Dois meninos a praticar basquetebol

qual a atividade ideal para cada idade?

Antes de querer desenvolver resistência, reatividade ou espírito de equipa, a forma de descobrir o desporto depende antes de mais da idade dos filhos. Como é possível ver-se na vida quotidiana, as capacidades dos filhos mudam rapidamente. Uma das razões para isto acontecer é que ele ou ela estão a começar tudo do zero.
Por isso, a aprendizagem do desporto tem de ser adaptada à idade da criança.

ENTRE OS 3 E OS 6 ANOS

O objetivo é introduzir as crianças aos jogos e à atividade física, em vez do desporto no sentido convencional.

Sem pressão, sem competição, sem regras. Quer se trate de dança ou ginástica, passeios de trotinete ou natação de bebé, o objetivo é que as crianças sejam envolvidas em atividades físicas que ajudem a desenvolver a imaginação, as capacidades motoras e a consciência espacial.

Para os mais novos, o foco está no equilíbrio e no movimento, visto que nesta fase o próprio corpo é até uma grande descoberta! Desportos que requerem a gestão de um "objeto" como uma bola, uma raquete, ou noções espaciais (como a esquerda ou a direita) são complicados para esta idade.

O judo está cada vez mais adaptado a crianças mais novas. É um bom desporto para se ter noção do equilíbrio, do desequilíbrio, da aprendizagem da queda. Além disso, permite a descoberta da noção do "outro" numa idade em que a socialização ainda não está avançada.

A ideia é obviamente a de oferecer sessões curtas e suaves, uma vez que a necessidade de exercício da criança só é correspondida pela sua necessidade de descansar. 

Como escolher o melhor desporto para cada criança
Como escolher o melhor desporto para cada criança

entre os 7 e os 10 anos

O principal objetivo é o de abrir caminho ao desporto, com as suas regras, a sua aprendizagem e os seus benefícios psicológicos. Acima de tudo, que se dê espaço à diversidade!

Esta é uma oportunidade para se estimular a sua curiosidade. A descoberta e prática de vários desportos permitem aperfeiçoar as capacidades motoras e a percepção do espaço, sobretudo até se encontrar um desporto que se goste.
Nesta idade, a criança atingiu a sua maturidade neuro motora, e podemos ir aos poucos acrescentando complexidade, noções de espaço, estratégia.

É também uma oportunidade de alternar desportos individuais (judo, esgrima) e de equipa (basquetebol, futebol, andebol) para desenvolver várias habilidades e descobrir diferentes formas de praticar.

Porque não experimentar o atletismo? Com base na versatilidade e treino de equipa durante os primeiros anos antes de encontrar a sua especialidade, o atletismo permite correr, saltar, lançar e aprender uma vasta gama de gestos e práticas.

É um desporto que exigirá velocidade, equilíbrio e força, que eles procuram nessa idade, e que ajudará as crianças a descobrir a noção de ultrapassarem a si próprios.

Nos desportos de equipa, o andebol é inspirado pelos mesmos gestos, podendo ser uma opção a ser explorada pela criança.

a partir dos 10 anos

As capacidades de aprendizagem dos filhos aumentam drasticamente  aqui. É uma oportunidade para aperfeiçoar a sua técnica, encontrar desportos pelos quais ele ou ela é apaixonado, e abordar a competição.

Para além do desenvolvimento motor da criança, aperfeiçoado pela idade de 10-12 anos, é uma oportunidade de descobrir o aspeto competitivo do desporto, contra os outros ou contra si próprio.

É também um período em que se notam grandes mudanças físicas e psicológicas e o desporto pode ser um aliado importante. Os desportos de equipa, em particular, permitem-lhe socializar e partilhar com pessoas da mesma idade.

Como escolher o melhor desporto para cada criança

Quando as crianças iniciam o seu percurso escolar vão também entrar em contacto com muitos desportos. Este contacto é benéfico para poderem experimentar e escolher o que mais gostam. 

Apesar dos desportos individuais serem igualmente benéficos para o bem-estar físico, os desportos coletivos trazem diversas vantagens e são ótimos para aquelas crianças mais tímidas. 

Nos desportos coletivos todos participam e por isso sentem-se motivados e valorizados. Já os desportos individuais, a criança está por sua conta.
Tem de se esforçar medindo forças consigo próprio. O melhoramento progressivo aguça a confiança, mas pode originar o isolamento, visto que não está inserido num grupo.

que desportos para uma criança dinâmica?

O rugby, justamente, permite que as crianças canalizem a sua energia para um desporto coletivo que valoriza a solidariedade e o respeito aos parceiros e adversários. É também um desporto onde todos os tamanhos são destacados.

Mas, se o teu filho prefere desportos individuais, desportos de combate como boxe, judo ou karaté permitem que ele use sua energia baseada na disciplina.

criancas a fazer escalada indoor

A escolha de um desporto para crianças nunca é fácil e deverá sempre ter em consideração a idade, os objetivos e a personalidade. Estes são fatores muito importantes. 
Mas é necessário escolher, seja que desporto for. Está atento ao gosto da criança e deixa-a experimentar. Partilha este artigo com outros pais, amigos e familiares.

Descobre mais sobre desporto