Proteção total: COMO PROTEGER CORRETAMENTE A CABEÇA?

Independentemente de andar de skate, patins ou trotinete, a tua proteção é obrigatória. Vê os nossos conselhos para te ajudar a proteger a cabeça.

Capacete patins decathlon

PROTEGER A CABEÇA POR FORA

Na prática de skate, patins ou trotinete, há coisas óbvias: se queremos proteger a cabeça, é obrigatório usar capacete. E já que este é o teu primeiro e principal acessório de proteção, é importante escolher o modelo certo e dedicar algum tempo a medir o seu tamanho.

O equipamento é diversificado em função do tipo de prática: para passeios longos ou curtos e deslocações diárias, o capacete de velocidade (capacete usado pelos ciclistas) é o mais adequado. Leve e ventilado para limitar a transpiração, é ideal para corridas e sessões mais prolongadas.

Se a tua prática for mais orientada para manobras e acrobacias aéreas, então o capacete de «street» ou «rampa» é o mais adequado. O seu formato permite protege a nuca e a coluna cervical, muitas vezes expostas em caso de queda. Por último, os adeptos da descida optarão pelo capacete integral semelhante ao dos motociclistas, com ou sem viseira. Robusto e aerodinâmico, protege a sua cabeça e os seus tempos cronometrados.

Escolhido o modelo, será necessário experimentá-lo para se moldar à forma da sua cabeça. Para tal, mede o teu perímetro de cabeça, escolhe o tamanho correspondente e, uma vez colocado, verifica se apresenta folgas ou se está demasiado apertado.

Por último, ajusta corretamente o capacete através das correias de pescoço e do botão rotativo localizado na parte traseira em alguns modelos. Neste aspeto, a segurança deve combinar com conforto.

PROTEGER A CABEÇA POR DENTRO

Proteger a cabeça é também protegê-la no interior. Stress, medo, cansaço: importa não esquecer a vertente psicológica do desporto, quer no âmbito do lazer quer no da competição.

Em primeiro lugar, evita ter a cabeça «pesada» e gere os seus esforços. São eles que nos permitem progredir, mas também nos fazem perder o controlo quando são demasiado intensos. Para evitar maus momentos, hidrata-te regularmente, alimenta-te e faz pausas para facilitar a recuperação do seu organismo.

Também não te abstraias. Uma boa concentração permite avaliar e minimizar corretamente os riscos. Lembra-te dos elementos básicos (e dos conselhos), pensa nos percursos e nos seus obstáculos e nunca andes de cabeça baixa sobrevalorizando as tuas capacidades.

Por último, mantém a tua determinação e motivação durante a prática. Para isso, ouve música e memoriza uma canção para dar ritmo às tuas sessões (sem te abstraires completamente dos perigos ao teu redor); anda acompanhado, em grupo, com a tua família ou os teus amigos para uma prática mais agradável e mantém sempre a cabeça fria para não desmotivares após o primeiro insucesso.

OS NOSSOS CONSELHOS SOBRE MOBILIDADE URBANA