DICAS PARA A PRÁTICA DE CORRIDA COM O SEU CÃO

Deseja praticar corrida (ou "canicross") com o seu cão, sobretudo nos dias mais longos e mais amenos do ano? 
Em primeiro lugar, é necessário tomar alguns cuidados para que o seu fiel companheiro corra ao seu lado em plena segurança.

correr com o seu cão

Os cães não correm todos da mesma maneira! 
Em primeiro lugar, deverá verificar se o seu animal de estimação pode aguentar geneticamente esforços moderados durante um determinado período de tempo.
Os cães de perna curta têm geralmente dificuldade em acompanhar um ser humano, mesmo quando este caminha. 
O mesmo acontece com os cães de nariz curto que são, por vezes, vítimas de mal-estar em virtude de uma deficiente respiração durante o exercício.

PROGRESSÃO GRADUAL APLICADA TAMBÉM AO CÃO!

Para os seres humanos é uma das bases do treino de corrida: não aumentar as distâncias de modo excessivo, a fim de habituar os músculos e tendões às tensões e, assim, reduzir o risco de lesões.

Deverá tomar os mesmos cuidados se decidir correr regularmente com o seu cão.

Inicie cada sessão com um aquecimento constituído por períodos alternados de caminhada e de passo lento. Assim, o seu companheiro poderá desfrutar de uma maior liberdade e fazer facilmente as suas necessidades (leve sempre um saco de plástico para recolher os dejetos e coloque-o no caixote de lixo mais próximo).

Em seguida, imprima um ritmo que permita ao seu cão acompanhá-lo sem fazer muito esforço. É preferível que seja ele a puxar a trela e não o contrário…

Por último, use um arnês adaptado à tração.

OPTAR PELOS CAMINHOS FLORESTAIS EM VEZ DOS DE ASFALTO

Correr em florestas com o seu cão é quase uma coisa natural! 

É preferível correr num caminho livre de automóveis, de modo a reduzir os riscos de acidente e proteger os tendões dos impactos nos pisos de asfalto. 

Correr na natureza permite ao seu cão correr com maior liberdade e estimular o seu olfato. 

Algumas precauções a tomar se optar por retirar a trela:

- Assegure-se de que o seu animal de estimação respeita as ordens mais básicas que lhe der.

Não o deixe afastar-se demasiado de si 
(deverá tê-lo permanentemente à vista para ver se não ingere alguma coisa...).

- Verifique se o terreno onde corre não é frequentado por crianças que podem ter medo do seu companheiro.

correr com o seu cão

PRECAUÇÕES E CUIDADOS PARA A PRÁTICA DE CORRIDA COM O SEU CÃO

Em primeiro lugar, a alimentação. Os cães necessitam de beber frequentemente, sobretudo após um esforço. Assim, é recomendável parar a cada quinze minutos para reidratar o seu cão. Para esse efeito, se não tiver ensinado o seu cão a beber da garrafa, leve um recipiente (que pode ser transportado, por exemplo, numa mochila CamelBak). 

Não corra com o seu cão em dias de calor. Não se esqueça também de que o cão não usa calçado! Por outras palavras, deverá verificar se a temperatura do solo é tolerável.

No que diz respeito a alimentos sólidos, não deverá alimentar o seu cão pelo menos duas horas antes do exercício
Adapte a sua alimentação aos esforços despendidos, privilegiando as proteínas e o cálcio. Verifique regularmente se o cão não perde ou ganha peso. Se tal ocorrer, consulte o seu veterinário e adapte a alimentação.

Um último conselho: após cada corrida, verifique se o seu cão não magoou as patas e se uma ferida (mesmo minúscula) não apresenta risco de infeção.

Por último, recompense o seu cão depois de uma boa corrida. Ele merece!

Preste atenção à respiração do seu cão. Se a sua frequência cardíaca tiver dificuldade em descer após o exercício - e ainda ficar ofegante durante vários minutos - é porque o esforçou demasiado.

PRATICAR CORRIDA COM O SEU CÃO NA NEVE OU ATÉ MESMO COM BTT!

São cada vez mais numerosas as competições que se realizam em estações de esqui, incluindo as de média montanha. É a oportunidade de sentir prazer levando um dorsal no peito e experimentando todos os conselhos fornecidos neste artigo.

Muitas vezes essas corridas são muito curtas e não exigem treinos excessivos, especialmente se, tal como muitos de nós, procura o prazer e a superação dos seus limites, em detrimento do puro desempenho.

Não se defenda do frio ou da neve não praticando desporto. Desfrute deles para viver momentos maravilhosos. Ao chegar a primavera, sentirá orgulho em ter mantido a sua forma física e eliminado os pequenos excessos decorrentes das festas de fim de ano.

NOTA: Não deverá praticar corrida com um cão com idade inferior a um ano. A sua estrutura óssea deverá chegar à maturidade (podendo isso demorar até 20 meses em algumas raças) antes de poder correr. Por último, deverá consultar o seu veterinário para realizar um check-up e assegurar a aptidão do seu cão para o exercício.

correr com o seu cão

CONSELHOS QUE PODEM INTERESSAR