RESINA, A COLA MÁGICA DO PRATICANTE DE ANDEBOL: A FAVOR OU CONTRA?

Temos tendência a vê-la em todo o lado, até com demasiada frequência. Bola, camisola, calçado, nada escapa quando a temos nos dedos. Contudo, hoje em dia ela é indispensável para alguns praticantes.

 

A resina é um produto milagroso ou podemos viver sem ela? Decidimos fazer um pequeno inquérito.

number-1.png

O QUE É A RESINA?

Tentar adivinhar a cor de uma bola de andebol a uma dada altura no jogo é uma causa perdida. Podemos apostar, mas temos a certeza quase absoluta de que temos razão. A bola passará facilmente de um estado limpo para um estado acinzentado e terminará completamente preta — bem-vindo ao mundo da resina.

 

Do ponto de vista científico, a resina é colofano. Não é uma palavra fácil de pronunciar e é um nome um bocado irritante, preferimos falar em resina. Esta designação provém das árvores ditas "resinosas", a partir das quais foi criada esta substância adesiva. Originalmente, era uma prática escandinava, e sabemos que há muitos praticantes de andebol bastante fortes nessas paragens, que percorreu o seu caminho até França. Atualmente, já não se conta o número de jogos em que se vê as pequenas embalagens brancas passear pelos bancos!

 

 

2

 

 

number-2.png

O SEGREDO DOS PRATICANTES DE ANDEBOL?

E concretamente, isso serve para quê? Obviamente, para colar! Sabemos que existem diferentes categorias de bolas de andebol, mas, em muitos casos, são talvez demasiado grandes, mesmo para mãos dos praticantes de andebol. A resina aplica-se generosamente sobre os dedos, e alguns praticantes têm os seus detalhes engenhosos: uma banda com resina no calçado é uma reserva garantida em campo.

 

Podemos então dizer que a resina é o produto mais procurado para se ter a certeza de segurar bem a bola na mão. Em resumo, a resina permite agarrar e controlar melhor a bola. Pode ser, sob certos pontos de vista, um produto miraculoso. O remate em rosca ou o remate retificado agradecem. Continua a ser necessária força no punho, mas a introdução da resina nestas jogadas garante uma muito maior taxa de sucesso. Bem vistas as coisas, é a resina que vai permitir que o ressalto da sua bola abrande no próximo remate em rosca.

 

5
3

A RESINA, UMA ESTRELA EM QUEDA NO FUTURO?

Mesmo se conseguimos elogiá-la, pode ser que a resina não seja sempre a sua melhor amiga. Há muitas vozes que se elevam, e não são apenas as vozes das mães dos praticantes de andebol que estão fartas de deitar fora camisolas, para reclamar contra a resina. É fácil de aplicar, mas um calvário para remover. Nada escapa, a começar pelos campos de andebol.

A Federação Francesa de Andebol está, hoje em dia, forçada a aceitar a proibição da resina imposta por certos municípios. Paralelamente, e para responder a este problema, numerosas bolas sem resina estão a ser desenvolvidas à imagem de uma bola autoadesiva. Estará em risco o futuro da resina? E qual é a sua opinião sobre esta questão? A favor ou contra a resina?

 

 

 

5

Frédéric

Fervoroso praticante do andebol    

Para mim, o andebol é muito mais do que um jogo. Primeiro foi a descoberta do jogo, quando tinha 7 anos, em seguida uma paixão crescente e o gosto pela competição. Comecei como defesa esquerdo, hoje em dia sou guarda-redes e tenho a ambição de me parecer, um dia, com Omeyer.

 

DESCUBRA A NOSSA SELEÇÃO DE CONSELHOS

Conselhos
handball_debuter
Prepare a resina e a bola! Nós explicamos o que é o andebol, como começar e como se equipar, assim como as origens e regras deste desporto coletivo. Quais são os seus benefícios, quais são as qualidades necessárias? Nós ajudamos.
VOLTAR PARA O TOPO