COMO  INICIAR-SE NA PRÁTICA DO SURF?

Surfista iniciante? Aprender a surfar exige um mínimo de assiduidade e de motivação e, sobretudo, muita prática!

Regras de segurança, técnicas de surf e previsões meteorológicas: descubra como iniciar-se na prática do surf, para poder evoluir rapidamente e divertir-se com a sua nova prancha de surf!

1

RESPEITE A REGRA: «UM ÚNICO SURFISTA POR ONDA»

Esta é uma das regras básicas de segurança: um só surfista deve entrar na onda, para evitar lesões e colisões com outros surfistas. Que surfista tem prioridade? Aquele que já entrou na onda! Se ainda ninguém tiver entrado na onda? Aquele que se encontrar mais no interior da mesma! Como saber qual o que se encontra mais no interior? É aquele que se encontra mais perto da espuma! Como saber qual o que se encontra mais perto da espuma? Confie nos seus olhos...

2

PROCURE NÃO CAUSAR OBSTÁCULO A UM SURFISTA JÁ PRESENTE NA ONDA

A prioridade é da pessoa que está a surfar a onda. Afaste-se da sua trajetória para não a forçar a um slalom gigante. Se possível, contorne a zona de rebentação e volte ao "pico" (local onde as ondas começam a quebrar). Se não conseguir, não se preocupe. Direcione o nariz da prancha para a espuma...

Porque é isso que deve fazer. Sim, se se encontrar na trajetória de um surfista e se não tiver outra opção que não dirigir-se para a espuma, faça-o.  

3

NÃO SURFE NA ZONA DE BANHOS

Todos os verões se verificam colisões entre surfistas e banhistas. É por isso que as zonas de banho francesas são balizadas por bandeiras azuis. É proibido surfar no interior desta zona para garantir a segurança dos banhistas que aí se encontram. Os eventuais temerários que ousem aventurar-se nessas zonas podem ser presenteados com uma coima.

É verdade que muitas das praias vigiadas sofrem do síndrome do pico perfeito na zona de banhos, e a vontade de transgredir é muita...

4

NÃO LUTE CONTRA A CORRENTE

Lutar contra a corrente é um desperdício de energia! Se sentir que está ser levado pela corrente, não lute e, depois de sair da zona difícil, regresse tranquilamente à praia. Muitas vezes, a distância não ultrapassa alguns poucos metros.

5

COMO CONSEGUIR AS PRIMEIRAS SESSÕES DE SURF!

Do pequeno footing para chegar ao spot desejado à posição a adotar no surf, passando pela técnica de remo, descubra todos os nossos conselhos para um bom início no surf!   Não deixe nada ao acaso e dedique algum tempo a preparar as suas primeiras sessões. Para uma evolução mais eficaz, equipe-se com:             - Uma prancha de surf adaptada             - Um fato adaptado             - Um bom leash             - Um bom wax   Espreite pelos tutoriais de vídeos dos nossos especialistas para conhecer os hábitos a adotar, tais como: ·   o aquecimento antes do surf: fundamental!; ·   a definição do pé da frente; ·   a posição no surf; ·   a primeira remada no surf; ·   a primeira entrada na água; ·   o primeiro take-off na prancha de surf iniciante.

6

INICIANTE NO SURF: QUANDO E ONDE SURFAR

2

Os iniciantes na prática de surf participam frequentemente noutra formação: uma formação que lhes permitirá reconhecer os símbolos que descrevem as condições meteorológicas no mar. Para prevenir problemas, é importante saber ler as previsões de surf publicadas nos sítios especializados, como o Yadusurf.com ou o Surfreport. E dominar alguns conceitos, tais como:

— o swell: define o tamanho das ondas. Para começar, contente-se com ondas inferiores a 1 metro;

— o vento : demasiado vento impede a boa formação das ondas. Mas o vento offshore (da terra para o mar) é excelente para o surf, pois escava e alisa as ondas. Em contrapartida, o vento onshore provém do oceano. Achata as ondas e forma picos desagradáveis para o surf. O vento fraco produz condições bastante favoráveis à prática. Regra geral, demasiado vento não é bom para a prática de surf. Em offshore, ficará colado ao pico da onda, em onshore a água estará demasiado agitada...

 

— a maré: geralmente, a maré a subir oferece melhores condições para surfar. Mas não existem regras fixas nesta matéria: procure conhecer a dinâmica do spot junto dos surfistas locais. Em alternativa, informe-se previamente nos sítios da internet que descrevem o spot ou em guias como o stormrider.

 

— o período: uma informação essencial e frequentemente desconhecida do surfista iniciante! Trata-se do período correspondente ao tempo entre 2 picos de onda, além da potência da onda. Um período breve fará com que um swell de iguais características produza séries menos intensas e ondas menos potentes. Em contrapartida, o tempo de espera será mais curto. Um período extenso produzirá séries mais demoradas mas também mais potentes.  O período ideal situa-se em torno dos 10 segundos.

 

— a estação: o outono e a primavera são as melhores estações para surfar em França. O swell é mais potente e o vento sopra normalmente em off-shore. No verão, o swell é muito menos intenso: é possível passar uma semana sem ondas.

 

Para ter a certeza de que as condições meteorológicas são favoráveis, espreite as webcams antes de se deslocar para o local! Para encontrá-las, digite o nome da cidade ou do local e cruze a pesquisa com «webcam HD» num motor de busca.

7

OS DIFERENTES TIPOS DE ONDAS PARA OS SURFISTAS INICIANTES

3

Algum vocabulário para distinguir os spots e as ondas favoráveis aos iniciantes na prática de surf!   — espuma: o melhor amigo do iniciante. Nada melhor do que apanhar a espuma da rebentação à beira-mar para aprender a posicionar-se e a efetuar os primeiros take-off.   — beach break: o tipo de onda mais acessível e mais procurado. Forma-se nas praias de seixos ou areia em diversos locais e volta a formar-se rapidamente. Por outras palavras, é um spot onde as ondas quebram em bancos de areia.    — point break: onda que se forma sempre no mesmo local e quebra de encontro à rocha. Sim, é também o título de um filme...   — reef break: tipo de onda que quebra sobre um recife... Recomendamos que não inicie a prática neste tipo de spot.   Outra vantagem da zona de espuma: não precisa esperar pelo pico para se lançar! Pode praticar sem interrupções até conseguir dominar pouco a pouco as bases do surf e poder aventurar-se no pico das ondas.

VOLTAR PARA O TOPO