Ciclismo Trekking: preparar as primeiras férias de bicicleta

CICLISMO TREKKING: PREPARAR AS PRIMEIRAS FÉRIAS DE BICICLETA

Cansado das viagens convencionais nas férias? Com vontade de descobrir mais sobre a região onde vive, e partilhar um momento único com a família, amigos ou sozinho em contacto com a natureza? E se nas próximas férias, trocasse o carro pela bicicleta?! Se ficou com vontade de saber mais, eis cinco elementos que deverá tomar em conta no seu sonho de partir à aventura em duas rodas.

número-1

COMO ESCOLHER UMA BICICLETA PARA A SUA PRIMEIRA VIAGEM?

Para a sua primeira viagem de bicicleta, não existe mistério: a melhor bicicleta é aquela que já possui! Isso quer dizer que não não necessita de uma bicicleta específica de viagem para fazer umas primeiras férias de bicicleta. As bicicletas de BTT Rockrider, são boas opções para realizar percursos como os Caminhos de Santiago, cujo percurso é principalmente em trilhos de montanha. Por outro lado, se ambiciona descobrir o sul de Portugal, pelos caminhos da Costa Vicentina, atravessando as estradas rurais do Alentejo, mais também algumas zonas urbanas com estrada, uma bicicleta de Trekking Riverside poderá ser mais adequada uma vez que oferece um compromisso fantástico entre estrada e caminhos de terra. Por último, se a ambição é percorrer longas distâncias, com maiores médias de velocidade, exclusivamente em estrada, uma bicicletra de estrada Triban é a melhor escolha! Independente da sua escolha, o que é também muito importante é optar por uma bicicleta com apoios para porta-bagagem para fixar alforges laterais, que serão precisos para transportar a sua roupa, peças e ferramentas sobresselentes, assim como o material de campismo necessário se optar por acampar ao longo da viagem. 

número-2

NÃO É PRECISO DAR A VOLTA AO MUNDO PARA VIVER UMA AVENTURA FANTÁSTICA

Atravessar um país ou percorrer os himalaias de bicicleta pode não ser o mais fácil e indicado para a sua primeira viagem de bicicleta. Não há nada de errado em fixar um objetivo ambicioso, são os sonhos que determinam até onde vais chegar de bicicleta! Mas é preferível começar com um percurso de acordo com a sua experiência e o seu nível de forma física. Desta forma irá aprender muito com cada concretização de viagem, tornando-o mais experiente para a próxima! Se nunca fez uma viagem de bicicleta, comece por planear um fim de semana, ou até mesmo uma semana, para aprender os ossos do ofício e familiarizar-se com o seu equipamento. 

Para algumas pessoas, o desafio físico que representa um percurso de longa distância durante vários dias é o que as motivam a lançar-se neste tipo de aventuras. Por outro lado, para quem vai iniciar-se, pedalar 40km durante vários dias seguidos pode estar fora do alcance. Para assegurarmo-nos de que vamos chegar ao fim da viagem com vontade de mais (cansados sim; mortos não), é importante em primeiro lugar decidir onde começamos e onde queremos chegar. O passo seguinte é determinar quantos quilômetros podemos fazer por dia, e quais são os sítios os quais queremos visitar. Não é necessário ter um plano de treinos, mas é importante pedalar de maneira regular (os passeios no final-de-semana bastam) e experimentar a bicicleta equipada com toda a bagagem algumas vezes antes de partir. Consoante o tipo de percurso que tenciona seguir, reserve algum tempo para almoçar tranquilamente, passar algumas horas a observar os costumes locais ou visitar museus. Lembre-se sempre de ser realista consigo próprio, é melhor ter a meta a 40km e conseguir fazer 50km, do que não conseguir chegar ao final. 

1
número-3

APRENDA A RESOLVER OS PROBLEMAS MECÂNICOS DURANTE A SUA VIAGEM DE BICICLETA

Assim como nos passeios de bicicleta, durante uma viagem devemos estar prontos para o inesperado. Para o nosso corpo, isso representa ter sempre comida e algo para beber. No caso da bicicleta, significa estarmos prontos para sermos capazes de reparar um furo ou desempenar uma roda. Os básicos são iguais para todos: câmaras de ar suplentes, remendos, bomba para encher o pneu e conjunto de chaves multiool. As ferramentas específicas dependem da região por onde vai passar, assim como a acessibilidade à loja específicas em caso de necessidade. Se em cada dia da viagem fizermos passagens em cidades ou aldeias, podemos contar apenas com o básico, no entanto, se pretendermos atravessar a Pamir Hightway no Taijikistan, será necessário transportar até mesmo raios e pneus suplementes. 

número-4

LEVE VESTUÁRIO APROPRIADO

Não precisa de vestir um equipamento completo de licra para uma viagem de bicicleta. Se prefere evitar o visual de ciclista intensivo, poderá utilizar um vestuário multidesporto de caminhada, não deixe no entanto de usar calções justos com carneira por baixo das calças, ou calções largos com carneira integrada para ter mais conforto em cima da bicicleta. Os tecidos leves e a roupa térmica que elimina a transpiração são excelentes para o clima quente, mas leve sempre uma peça impermeável de boa qualidade, mesmo se as previsões apontarem para um céu limpo. A roupa polivalente, ou seja, roupa que tanto pode ser usada para pedalar, como no final do dia quando não estiver a pedalar, permite reduzir o número de peças a levar. Escolha vestuário suficientemente quente para o clima da zona que irá percorrer, mas que seja leve e não ocupe muito espaço depois de dobrado.

Casal viagem
número -5

LEVE O MATERIAL APROPRIADO

O tipo de equipamento que deverá levar dependerá da duração das suas férias e do tipo de percurso que irá fazer. Nos percursos fáceis ao longo do qual será possível usar o seu cartão de crédito, poderá levar uma bagagem mínima. Se pernoitar em albergues ou hotéis, não precisará de levar tenda e saco-cama, o que fará uma grande diferença em termos de volume e peso de material a carregar. Algumas ferramentas básicas, uma muda de roupa e uma escova de dentes serão suficientes. O campismo de bicicleta exige mais material, no entanto, dormir sob as estrelas é um momento único a partilhar em família ou amigos! Caso pretenda acampar todos os dias compensa investir mais dinheiro numa tenda leve, ou até mesmo usar apenas uma lona, num espírito de viagem de bicicleta minimalista. Leve um fogareiro de trekking e utensílios de cozinha leves. Se souber da existência de lojas onde poderá comprar a sua comida ao longo do seu percurso, opte por essa solução em vez de andar excessivamente carregado com a comida para o dia seguinte (mas tenha sempre o suficiente em caso de algum imprevisto). 

ALGUMAS DICAS QUE PODEM FAZER DIFERENÇA

1. Levar um carregador portátil se não houver fontes de alimentação elétrica no local onde irá acampar para que possa recarregar o seu telemóvel ou GPS.
2. É também sempre prudente levar um estojo de primeiros socorros.
3. O cadeado é indispensável para as situações em que deixar a bicicleta em locais sem vigilância.

Não obstante, e de um modo geral, é sempre melhor levar menos material possível. Independentemente do material que levar consigo, aproveite ao máximo as suas férias de bicicleta. Depois de experimentar uma primeira vez, será difícil não repetir a experiência.

VOLTAR PARA O TOPO