4 CONSELHOS PARA EVITAR O APARECIMENTO DE BOLHAS NO TREKKING

As bolhas são o pior inimigo do praticante de trekking: podem deitar a perder o mais belo percurso ou causar-te dificuldades quando já tiveres terminado o trek.​

Acompanha-nos para saberes como as evitar, assim guardarás apenas boas recordações dos seus trekkings!​

Evitar-bolhas-trekking-cabeçalho

Bolhas o teu pior pesadelo!

As bolhas surgem geralmente numa zona de fricção/abrasão. Podem ser fricções no interior do calçado, nas meias ou devido à presença de um corpo estranho dentro das meias (como por exemplo uma pequena pedra).

A humidade é outro fator que pode promover as bolhas, quer seja devido à transpiração ou às condições climáticas, já que fragiliza a pele e a torna mais vulnerável à fricção.

-> Poderá ajudar se secar as meias e o calçado durante as pausas!

1. TESTA O CALÇADO ANTES DE FAZER O TREKKING

Sejamos honestos: comprar calçado na véspera de partir para um trekking não é grande ideia... Mas isso já nos aconteceu a todos, por isso não seremos nós a atirar a primeira pedra!

-> Se quiseres regressar com bolhas, esta é uma boa tática;
-> Se por outro lado, as quiseres evitar, prevê caminhar / "moldar" o calçado antes da tua viagem;

Faz várias caminhadas de dia inteiro e, se possível, de fim de semana, durante vários quilómetros.

4 conselhos para evitar o aparecimento de bolhas no trekking

2. NÃO HESITES EM TROCAR A PALMILHA

É bom ter palmilhas dentro do calçado, mas nem sempre são as mais adaptadas aos teus pés. Trocar a palmilha, permite jogar com o volume interior do calçado e, deste modo, obter um melhor apoio do pé. Poderás também aumentar o conforto.

Com um aperto adequado dos atacadores, isto garante que o pé não se movimenta e, se estiver bem fixo, o pé não estará tão sujeito a fricções.

3. AS MEIAS mais ADEQUADAS AOS tEUS PÉS

Costumamos dizer que não há 2 pés iguais, um pouco como os flocos de neve, por isso, as meias que servem na perfeição ao seu amigo poderão não ser confortáveis para ti.
Terás assim de testar vários pares de meias até encontrar as mais adequadas aos teus pés. Os pares de meias mais técnicos, têm os pé esquerdo e direito diferentes, de modo a garantir um melhor posicionamento das zonas anti fricção e das costuras.

Qualquer que seja a sua escolha de meias, usa o tamanho correto:
-> Se não tiveres a certeza entre dois tamanhos, escolhe o mais pequeno.

4. CUIDa DE tI

Antes de partir:
um toque de pedra-pomes nos pés, ter as unhas curtas... Muitas acções simples que reduzem as dificuldades quando estiver no terreno. Também poderá ajudar massajar os pés com cremes específicos de preparação para caminhadas longas;

Durante o trekking:
não deixes que as bolhas se instalem; se sentires uma fricção ou um desconforto nos pés, não hesites em colocar preventivamente um penso, um adesivo ou um stick de proteção para isolar a zona e evitar o desenvolvimento da bolha. Podes também usar cremes anti fricção e aplicá-los todas as manhãs;

À noite, no acampamento:
massaja os pés com um creme nutritivo: é uma ótima forma de agradecer aos seus pés por o terem carregado o dia inteiro. Areja os pés, idealmente deves andar de pés descalços ou de sandálias. Seca as meias e retira a palmilha para que também possa secar.

Por fim, cuida de ti e dorme o suficiente, já que a fadiga pode sensibilizar a pele e favorecer o aparecimento de bolhas.

Atenção, que a alimentação também desempenha o seu papel: o álcool torna a transpiração mais ácida e, logo, mais agressiva para a pele!

Algumas pessoas preparam os pés com banhos de sumo de limão antes da grande partida. Não testámos este procedimento, mas se o fizeres, dá-nos a sua opinião!

Atar bem o calçado também te vai ajudar a prevenir as bolhas. Descobre o nosso artigo sobre este tema.!

MAIS UM PEQUENO CONSELHO

MAIS UM PEQUENO CONSELHO

No trekking, não hesites em trocar de meias com a maior regularidade possível: se as meias já usadas estão húmidas e menos macias, vão favorecer o aparecimento de bolhas.

Conhece os nossos conselhos sobre...