UM "DESPORTO LAZER" 

A prática de patins faz parte destas atividades físicas a meio caminho entre desporto e lazer, que permitem um gasto de energia num quadro maioritariamente lúdico. Em suma: trata-se de cuidar o corpo ao mesmo tempo que nos divertimos. Para os jovens, que expressam muitas vezes uma grande vontade de se mexer ou de jogar, os patins são um lazer ideal para absorver o seu excesso de energia e sua atenção. Uma vez sobre rodas, podem trabalhar tanto o equilíbrio como a flexibilidade e a sua reatividade face aos obstáculos. Por outro lado, o trabalho também mental, a prática de patins exige uma concentração permanente e uma boa dose de coragem para enfrentar os medos e superar os seus limites, o que também é totalmente válido para o skate. Porque é que vai ser útil? Ao desenvolver as suas capacidades físicas e segurança na prática de patins, uma criança depois de adulta, será mais empreendedora face aos obstáculos do dia a dia, deslizando entre as linhas das faturas e saltando os escalões profissionais.

UM GOSTO PELA DESCOBERTA

Já que é praticado muitas vezes no exterior e, por vezes, em grupo, os patins são antes de mais a ocasião perfeita para as crianças saírem do quadro familial e descobrir novas perspetivas de jogos e de socialização. Um universo refrescante para os jovens, geralmente ávidos de liberdade, e que sentem, por vezes, a necessidade de sair da sua zona de conforto. Com os patins, eles integram novas comunidades de praticantes e de apaixonados por patins, mas também novos espaços, dedicados ou não, que se divertem a decifrar através das suas acrobacias. E, graças à existência de vários clubes e associações, "a fuga para novos horizontes" é sempre controlada para que a viagem comporte sempre uma volta: a volta a casa. Porque é que vai ser útil? Este desejo pela descoberta de lugares e de pessoas é o preságio de uma verdadeira capacidade de adaptação futura, muito útil para dominar os códigos culturais, quer em viagens no estrangeiro… quer em festas mundanas.

NOVAS LÍNGUAS

 "É o desporto ideal para os riders qui gostam de gaps ou para os que preferem os tricks de flat e os slides".

Uma frase incompreensível para as pessoas que não praticam patins ou que não têm um mínimo de sensibilidade para a língua de Shakespeare. E até podemos apostar que ele próprio também não iria compreender grande coisa: o campo lexical dos patins é tão anglófono quanto moderno. Os seus praticantes não se contentam em adaptar termos exóticos, mas também criam alguns. Falar a linguagem dos patins e adotar os seus códigos, é aprender uma nova língua e inventar uma segunda. É progredir no seu inglês e em inglês em geral.

Porque é que vai ser útil?

Nada melhor para estar descontraído e dominar uma nova língua. Pelo menos, no quadro dos patins…

ESTAS DICAS PODEM SER DO SEU INTERESSE