Os benefícios do ténis

Está no fundo do court quando o seu adversário manda um amorti perfeito. Como ultrapassar esta fase do jogo? Velocidade, habilidade... Eis o que o ténis lhe oferece.

TÉNIS

Capacidades físicas e respiratórias reforçadas, mental melhorado, linha cuidada, os benefícios do ténis não são anódinos. Para além do canto da raquete, o ténis sublinha a precisão dos seus gestos e atiça o seu espírito estratega. A união do corpo e do espírito já não é uma quimera filosófica mas torna-se um projeto viável e palpável. Pronto, está bem, estamos a ficar um bocado entusiasmados.

Resistência e respiração

Quando sofre ataques do seu adversário, não é raro correr até perder o fôlego. Veja o lado positivo das coisas, as suas capacidades físicas são mobilizadas e ficam reforçadas. 

De facto, as acelerações brutais e corridas repetidas favorecem o funcionamento do coração e pulmões que se tornam mais eficazes. A pressão arterial diminui e os depósitos nos vasos sanguíneos são quase inexistentes. 

Com mais de 2h30 de prática por semana, reduz em 50% os riscos de doenças cardiovasculares. Quase que ficaríamos com vontade de ser levados a correr…

TÉNIS
TÉNIS

Reforço muscular

A prática do ténis contribui ao reforço do sistema musculo-esquelético, isto é, o trabalho simultâneo dos músculos e das articulações. O corpo torna-se mais experiente e os movimentos ficam mais rápidos. 

Por outro lado, o esforço físico tem por efeito a produção de péptidos (sim, sim) que favorecem a regeneração dos tecidos, a reparação dos músculos rasgados, a resistência contra as inflamações. Inúmeras lesões são assim evitadas, e a vontade de fazer a "onda" é gravemente amplificada.

Concentração e habilidade

No ténis, a colocação em jogo, ou serviço, exige uma coordenação total e com precisão do corpo. Impulso de pernas, rotação da parte de cima do corpo, projeção para a parte de cima e frente do cotovelo que lança a raquete, rotação do ombro que lança, pronação do antebraço e flexão do pulso. 

A bola, ela, deve ir para o quadrado de serviço situado mesmo atrás da rede. Um percurso do combatente, é verdade, mas principalmente a oportunidade sonhada para reforçar a sua habilidade, domínio do corpo e capacidade de concentração. A união do corpo e do espírito, de certa forma.

TÉNIS
TÉNIS

Paciência e comprimento de tempo...

Durante um jogo de ténis, não é raro participar a trocas de 10 a 15 lançamentos consecutivos. Quando o jogo dura mais de 1h30, as suas capacidades físicas são exploradas. Mas não existe só o físico na vida. 

De facto, os recursos mentais como a paciência e a temeridade devem permitir-lhe resistir nas fases difíceis e aproveitar plenamente as suas sequências positivas. Dominar as suas emoções, gerir a pressão, estabelecer sempre novas estratégias... o ténis desenvolve o músculo do cérebro, forja o mental. Permetiria até mesmo reduzir os estados de ansiedade e depressão favorecendo a autoestima. Onde se assina?

Controlo do peso

Acelerações, recolocações, saltos... o ténis possui um ritmo intenso. Uma hora de esforço num campo corresponde em média a um gasto energético de 500 calorias, o que representa 105 g de muffin de mirtilo ou 2,77 kg de tomates cereja ou… stop. 

Completada com uma boa higiene alimentar, a prática regular do ténis pode permitir-lhe perder peso. Em todos os casos, reforça o desenvolvimento muscular das costas, dos abdominais, ombros, e permite tonificar os glúteos, coxas e gémeos. Resumindo, é Bizâncio!

TÉNIS

Antes de alinhar jogadas diretas assassinas, consulte o seu médico, para assegurar-se que tem a boa condição física. Muito exigente, o ténis exige muito do coração, dos músculos e articulações. Mais vale estar em boa forma física para aproveitar os benefícios deste desporto. Por outro lado, uma má preparação física iria expor o jogador a lesões tais como a tendinite, a entorse ou a dores lombares.