COMO APRENDER A SURFAR SOZINHO?

Recomendamos muitas vezes aos iniciantes que frequentem um curso de algumas horas numa escola de surf. Mas, por vários motivos, prefere aprender a surfar sozinho. É possível? Quais os erros a evitar? Conheça os nossos conselhos para iniciar sozinho e com toda a segurança.

A decisão está tomada, vai aprender a surfar sozinho. Partindo do princípio que o oceano não se deixa dominar facilmente, descubra os nossos conselhos para uma aprendizagem com toda a segurança. 

OS PRÉ-REQUISITOS PARA APRENDER SURF

Vai iniciar-se sozinho na prática de surf, mas algumas preocupações persistem: as ondas serão demasiado altas? Vou conseguir passar a "espuma"? ... Fique descansado, o surf é para (quase) todos os perfis e gostos. Ainda assim, para se iniciar com toda a segurança, certifique-se de que todos os pré-requisitos foram cumpridos: - Não ter contra-indicações para a prática de surf, - Ter boa saúde e estar em boa forma física,  - Não ter medo da água,   - Saber nadar na piscina e no mar  - Sentir-se à vontade na água e nas ondas (nadar com a cabeça debaixo de água, mergulhar e permanecer alguns segundos em apneia ...) Estes pré-requisitos estão preenchidos?  Descubra o resto do artigo para se iniciar sozinho e com toda a segurança na prática do surf.

ESCOLHER O EQUIPAMENTO PARA SURFAR

Antes de se lançar à água, dedique algum do seu tempo a equipar-se na perfeição. Eis os nossos conselhos para encontrar a sua prancha, o seu fato (a menos que apenas surfe durante o verão e em águas a 25 graus) e o seu leash (acessório que liga o surfista à prancha) e wax.

Descubra todos os nossos conselhos para escolher:

A escolha da prancha de surf é indispensável para evoluir e progredir enquanto se diverte.

Que tipo e que tamanho de prancha de surf deve escolher?  
Idealmente, deve começar por uma prancha de surf em espuma. A prancha de surf em espuma oferece-lhe o volume ideal para entrar nas ondas e experimentar as primeiras sensações de deslizar na água!

O melhor para aprender as bases do surf com toda a segurança e que pode ser utilizado por toda a família.

SEGURANÇA: INDISPENSÁVEL PARA UM BOM INÍCIO NO SURF

-INFORMAR-SE SOBRE AS CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS A meteorologia faz parte integrante da vida de um surfista. Para um bom início, prefira as condições mais amenas, com vagas inferiores a 1 metro. Não sobrestime as suas capacidades. Em condições difíceis, poderá magoar-se e até ganhar medo. Tome atenção ao horário das marés; alguns locais tornam-se muito perigosos com maré alta, enquanto que com maré baixa não apresentam qualquer perigo.

- NUNCA SURFAR SOZINHO

Mesmo que o surf seja um desporto individual que se pratica em contacto com a natureza, é ao oceano que cabe sempre a última palavra. É portanto aconselhável que surfe em pequenos grupos, vigiando-se uns aos outros. Aprenderá bem mais depressa se observar e ouvir os conselhos de outros surfistas. Não se esqueça de que um desmaio no mar pode ser fatal... Antes de sair para surfar, informe sempre uma pessoa próxima sobre a hora a que pretende regressar e sobre o local onde vai surfar.

3 - PROTEGER-SE DAS CONDIÇÕES EXTERNAS E DOS OUTROS

No verão, a frescura da água convida a aumentar o tempo passado na água. Nestas condições, multiplica-se o risco de queimaduras solares: opte por vestuário anti-UV ou por um fato de tipo shorty, completado com creme de proteção solar. No inverno, prefira um fato completo e mais grosso que o proteja do frio. Para cada estação existe uma proteção térmica.

Mais de metade dos acidentes dá-se pelo embate da cabeça do surfista na prancha de surf. Este risco de acidente deve ser levado a sério, pois existem muitas pessoas na água... Use um capacete!

4 - CONHECER AS REGRAS DE PRIORIDADE 

Tal como acontece com o código da estrada aplicável aos veículos, também o surf se rege por regras que evitam colisões entre os praticantes. Por exemplo, a mais conhecida: o surfista que entra na onda tem prioridade. Encontrará todas as regras de prioridade aqui.

5 - TER AULAS NUMA ESCOLA DE SURF 

Para acelerar a sua progressão, adquirir as posturas mais corretas e, sobretudo, para evitar magoar-se, recomendamos que faça algumas aulas com um instrutor de surf. Este poderá ajudá-lo a encontrar uma boa posição de remo, a levantar-se e a conhecer os erros a não cometer. 

APRENDER A SURFAR EM 5 ETAPAS

1 - FAMILIARIZAR-SE COM A ÁGUA E COM AS ONDAS Se nunca pôs os pés numa prancha de surf ou teve a oportunidade de saltar nas ondas, aconselhamo-lo, numa primeira fase, a familiarizar-se com o oceano. Observe a subida e a descida da maré, o sentido da corrente, a dimensão das ondas, etc. Em seguida, entre na água e divirta-se: mergulhe numa onda, salte, nade e tente deslizar de barriga para baixo! O ideal seria começar pelo bodyboard, para experimentar as primeiras sensações de deslize, mas se não for possível, deite-te sobre a parte traseira da sua prancha, com as costas voltadas para as ondas na espuma e deixe-se deslizar. Não é fantástico?    2 - GOOFY/REGULAR: QUAL É O SEU PÉ DA FRENTE? Tal como acontece com o skate ou o snowboard, o surf pratica-se de perfil, com um pé à frente do outro. É importante saber qual dos pés é o da frente antes de entrar na água, para não atrasar inutilmente a sua evolução. Para saber qual é o seu pé da frente, convidamo-lo a visitar a seguinte hiperligação:

3 - APRENDER A REMAR COM EFICÁCIA Remar com eficácia é essencial no surf e depende de dois fatores: a posição da prancha e o movimento dos braços. Em primeiro lugar, deite-se sobre a prancha de modo a que ela fique o mais plana possível. Evite colocar demasiado peso na parte traseira ou dianteira da prancha, para não criar resistência ao remo e para não cair para a frente antes de começar a deslizar nas ondas. O ideal é levantar o queixo, o pescoço e o peito para aligeirar a dianteira da prancha e aumentar a velocidade.    
A entrada na onda deve ser feita com determinação e com um único objetivo em mente: produzir um esforço curto mas intenso, "como se fosse um caso de vida ou de morte". Para remar com eficácia, deve produzir movimentos regulares, unir os dedos e manter a mão firme. Faça entrar a mão na água com a menor resistência possível e empurre a água energicamente para trás. Para aumentar as suas capacidades físicas e a sua técnica, pratique regularmente natação na piscina, sobretudo crawl.   4 - COMO PASSAR A REBENTAÇÃO PARA CHEGAR AO PICO? Não tente chegar diretamente ao pico de surf (onde se alinham as melhores ondas). Por um lado, poderá perturbar a prática de outro surfista e, por outro, poderá magoar-se ou esgotar a sua energia. Terá de enfrentar ondas quebradas ou que vão quebrar-se, o que torna aconselhável contornar esta zona.  Se uma onda quebrar ou vir a espuma a avançar na sua direção e não for possível contornar o obstáculo, poderá optar por uma de duas soluções: a manobra de bico de pato ou de tartaruga. Se tiver uma prancha de espuma ou uma longboard, devido à sua dimensão considerável, opte pela manobra de tartaruga. Sentado sobre a prancha, cruze as pernas por baixo da mesma e agarre firmemente os rails com as mãos para se virar. Permaneça nesta posição, ao contrário, enquanto a espuma da onda lhe passa por cima. Passada a onda, volte a prancha, suba para a mesma e reme! Com uma prancha mais curta, tente a manobra de bico de pato. Esta manobra permite que o surfista e a sua prancha atravessem a onda, sem o risco de recuar de cada vez que isso acontece.   5 - APRENDER A LEVANTAR-SE (FAZER UM TAKE OFF) A última etapa e a mais difícil para se tornar num "verdadeiro surfista", é o take-off, que permite levantar-se e começar a deslizar. Assim que entrar na onda, coloque as mãos sobre a prancha ao nível dos ombros. Levante a cabeça, o peito e estique os braços de uma só vez para fletir as pernas e colocar-se de pé. Permaneça com as pernas fletidas e as costas direitas e olhe sempre na direção que pretende ir.   Bom surf!!  

VOLTAR PARA O TOPO