CARDIO BOXE, FIT BOXE, AEROBOXE: QUE TIPO DE BOXE É ADEQUADO PARA MIM?

CARDIO BOXE, FIT BOXE, AEROBOXE: QUE TIPO DE BOXE É ADEQUADO PARA MIM?

Quais são as diferenças entre cardio boxe, fit boxe e aeroboxe? Para saber qual o tipo de boxe indicado para si, eis os nossos conselhos.

A vantagem do boxe é que há muito por onde escolher. As várias modalidades permitem-lhe encontrar uma prática que corresponda ao que procura, física, técnica e mentalmente.

A boa notícia é que no cardio boxe, isto também acontece. Há muito por onde escolher? Sim, mas também há muitos nomes e variantes. Se vai começar a praticar fit boxe para gastar energia ou queimar calorias, apresentamos-lhe as atividades mais populares, as respetivas particularidades e os benefícios.

número-1

Cardio boxe

Começamos pela variante mais popular: o cardio boxe. Com origem nos Estados Unidos no início da década de 1990, esta modalidade baseia-se nos movimentos de kick-boxing, boxe inglês e boxe thaï (ou muay thaï) mas tem por objetivo gastar energia e queimar calorias. O que vem a calhar, porque é por isso que pretende praticar.

 

De facto, a finalidade do cardio boxe não é aperfeiçoar a técnica na ótica de combate ou frente a frente, mas utilizar corretamente os exercícios e os movimentos para trabalhar a parte cardio e acentuar o gasto energético.

 

Para juntar o útil ao agradável (e também para encontrar motivação extra quando começa a custar durante a sessão), nada melhor do que treinar com música! Em ginásio ou pavilhão, as aulas incluem um treinador, jogos de luzes e um groove ritmado. Para gastar energia e queimar calorias numa só aula.

 

Precisamente a este nível, o cardio boxe promete-lhe um gasto calórico real. Entre os movimentos de boxe no ar (em shadow boxing) ou num alvo (saco ou plastron de boxe), os exercícios de ginástica e as sessões de saltar à corda, vai queimar calorias: uma média de 600 calorias numa aula de uma hora. Faz bastante sentido, quando sabemos que os treinos de boxe são de intensidade muito elevada.

 

Resumindo: o cardio boxe dá-lhe a oportunidade de desfrutar da intensidade e qualidade de um treino de boxe - ao nível cardiovascular - num contexto mais lúdico e mais orientado para a ginástica do que para o combate.

número 2

Fit boxe

Passamos a outro nome na moda: o fit boxe. O nome também é elucidativo, é igualmente uma combinação de kickboxing, artes marciais, ginástica e aeróbica.

 

O que o/a espera numa sessão típica de fit boxe? Aquecimentos musculares e articulares, exercícios coreografados para trabalhar os movimentos provenientes dos desportos de combate, com séries nos sacos ou plastrons de boxe. Para acabar em beleza, reforço muscular mais alongamentos.

 

Resumindo, tem direito a uma hora de ginástica intensa e explosiva, baseada nas técnicas marciais. Para desanuviar e ficar de bom humor. Além disso, para ajudá-lo/a a gastar energias e a motivá-lo/a, o treinador ocupa-se também da música! Com a música, irá exercitar-se ao som de uma lista muito animada.

 

Ao nível dos resultados, o fit boxe irá permitir-lhe melhorar a resistência, fortalecer a nível muscular, esculpir a silhueta, mas também progredir mentalmente. Isso acontece graças à parte de ginástica, ótima para relaxar e eliminar o stress, mas também graças ao trabalho em alvos e sacos de boxe, que o/a ajuda a afirmar-se e a ganhar autoconfiança.

 

Resumindo: Com o fit boxe, tem a oportunidade de dar às suas sessões de ginástica uma vertente lúdica e explosiva e de acentuar o trabalho cardio e o bem-estar.

número 3

Aeroboxe

A terceira modalidade de que ouvimos falar frequentemente: o aeroboxe. Como pode constatar pelo nome, baseia-se na combinação de aeróbica e boxe. Os exercícios também não são nenhuma surpresa: são realizadas combinações de aeróbica e movimentos de pés e mãos dos desportos de combate, no ar.

 

Se gosta de aulas em grupo e com música, está no sítio certo com as sessões de aeroboxe no ginásio. Durante uma hora, mantém-se em movimento, alternando ritmos lentos e rápidos, e pratica exercícios de boxe com os pés e as mãos, sem contacto. Para desfrutar e relaxar sem apreensão, queimando calorias.

 

Sim, com a conjugação de desporto de combate e aeróbica, esta modalidade propõe-lhe queimar calorias e melhorar o cardio, tonificar a musculatura, mas também trabalhar a flexibilidade, a coordenação e os reflexos. Tudo sem contacto e sem adversário, portanto, sem stress!

 

Resumindo: desta vez, sem saco ou plastron de boxe, mas sim aeróbica inspirada no ritmo e nos gestos do kickboxing, para relaxar a mente e tonificar o corpo!

Com ou sem saco de boxe?

Compreendeu bem, o que muda entre estas três modalidades é o nome! A tal ponto que é frequente os 3 termos serem utilizados como sinónimos. O princípio permanece o mesmo: utilizar os exercícios e a intensidade do boxe para proporcionar uma ginástica mais lúdica e explosiva.

 

A principal diferença está, de facto, na utilização, ou não, do saco de boxe durante as sessões. É evidente que se já praticar uma forma de boxe e quiser completar o treino, é difícil imaginar sessões sem saco nem plastron.

Se a ideia de treinar com um saco de boxe é tentadora, dou-lhe alguns conselhos sobre o equipamento necessário:

 

As ligaduras de boxe enrolam-se à volta das mãos, dos dedos e dos pulsos. Absorvem a transpiração e suportam as articulações. As ligaduras raramente são utilizadas sozinhas, são complementadas com luvas de boxe, que lhe permitem trabalhar no saco de boxe.

 

Se o seu treino de boxe associa exercícios com o saco e no chão, deve equipar-se com mitenes de combate. A principal vantagem é deixarem as mãos e os dedos livres: não tem de as colocar ou tirar ao alternar as bombas e as séries no saco de boxe!

 

Para os pontapés no saco de boxe, as proteções de tornozelo permitem-lhe tapar e proteger o peito do pé.

 

Saco de boxe ou shadow boxing? Pedimos a opinião de Ewa, Digital Leader BOXE na Outshock e praticante de cardio boxe:

 

“Para a maioria das pessoas, o cardio boxe pratica-se sem saco de boxe. Na Domyos, é um pouco diferente. Criámos esta aula de cardio boxe com saco, e é o maior sucesso do clube!

A grande diferença do trabalho com o saco é que tocamos no alvo, temos um objetivo, gastamos energia. Podemos treinar individualmente ou com vários praticantes no mesmo saco de boxe, e até podemos fazer séries, mudar, completar. Se tivermos um saco de boxe, podemos continuar a praticar em casa!

O trabalho sem saco consiste no movimento constante. É sincronizado e dinâmico, mas sem toque no alvo. Resumindo, é também um trabalho muito físico devido aos movimentos constantes.”

 

A questão é saber se privilegia o trabalho muscular ou cardio e se quer praticar cardio boxe para melhorar no boxe ou aperfeiçoar a forma física. No segundo caso, embora possa ser menos impressionante descobrir o cardio boxe sem trabalho no alvo, há grande probabilidade de rapidamente ter vontade de ir experimentar uma aula com um saco de boxe!

OUTSHOCK_ROXY_SAC

Como descobriu o cardio boxe e quais são os seus exercícios preferidos? Partilhe connosco a sua experiência e diga-nos se gostou deste artigo!

Ewa_ambassadrice OUTSHOCK

EWA

Apaixonada por desportos de combate

Divirta-se!

ESTES CONSELHOS PODEM INTERESSÁ-LO

VOLTAR PARA O TOPO