Como preparar uma viagem de mergulho?

Decidiste organizar umas férias para mergulhar? Descobre aqui como preparar tudo!

Como preparar a viagem de mergulho?

Estás a preparar uma viagem de mergulho pela primeira vez? Vais para um novo destino? Como deves preparar a viagem de forma adequada? Muitas dúvidas surgem quando se trata de organizar uma viagem de mergulho.
Damos-te algumas dicas que podem ser úteis enquanto te preparas!

A escolha da bagagem ideal

O mergulhador gosta do seu material, toda a gente sabe! E claro, ter os seus hábitos, as suas referências, os bons acessórios, também é uma questão de segurança!
No entanto, o material é pesado e o peso das bagagens no porão é limitado, como fazer as boas escolhas?

Se és novato em viagens destas, fica a saber que, tal como as garrafas, raramente vale a pena levar lastros, tens o que é preciso no local!
Quanto à proteção térmica, informa-te junto da tua agência de viagens ou estrutura de apoio sobre as condições de prática no destino e leva a proteção térmica mais adequada à temperatura (o mesmo é válido para a tua roupa, claro).

Relativamente ao colete estabilizador e ao regulador, protege bem o teu regulador, utilizando um saco apropriado e guardando corretamente os tubos.
Sabe que é muitas vezes possível alugar este material no local e, por vezes, com uma qualidade equivalente ao teu material; normalmente, podes reservar antecipadamente para garantir disponibilidade.

Verifica as pilhas do teu computador, assim como das lanternas, podem ser difíceis de encontrar no local, dependendo do teu destino.
Tem em atenção que as lanternas que não sejam de LED são proibidas no porão e deverão estar abertas no teu saco de transporte.
O calor provocado por uma lanterna ligada inoportunamente dentro de uma mala pode provocar um incêndio, daí a extrema vigilância dos controladores aéreos nesta matéria.

Como preparar a viagem de mergulho?
Como preparar a viagem de mergulho?

Ser um mergulhador responsável

Quando falamos de mergulhador responsável, não nos limitamos aos cuidados na água! Ainda relativamente ao peso das bagagens, as embalagens e recipientes novos com a totalidade do produto no interior devem ser evitadas, nomeadamente no caso dos sabonetes, cremes e shampôs.

Privilegia produtos biodegradáveis e em quantidade correspondente às tuas necessidades conforme a duração da viagem, e lembra-te também de trazer de volta pilhas usadas e frascos vazios na tua bagagem. Algumas marcas de malas de mergulho possuem uma bolsa integrada para este efeito na sua oferta de bagagem.

Nos cruzeiros, muitas vezes, as águas cinzentas e negras são evacuadas diretamente para o mar e as centrais de reciclagem, que conhecemos no nosso país para as embalagens ou pilhas, não existem em certos destinos de férias.

Assim, devemos ser nós, turistas mergulhadores, a estar atentos, para podermos contribuir para uma melhor manutenção do nosso ambiente de prática. 

Considerar os aspetos práticos

Certos mal-entendidos ou surpresas que se devem, em parte, à emoção de preparar a viagem, podem ser interpretados como indelicadezas ou gerar decepções que podem ser evitadas. 
Se a atenção do viajante é excelente quando se trata de identificar os elementos diretamente ligados à sua prática, nível de mergulho pretendido, documentos necessários, atestados médicos, etc, por vezes é menor sobre outros assuntos tidos como mais "secundários". É assim que as informações que normalmente constam nos documentos recebidos ou explicados no site da agência de viagens podem ser "descobertas" um pouco tarde e não antecipadas pelo viajante que poderá assim ser apanhado desprevenido... 

Aqui estão alguns exemplos: tempos de espera nas escalas de aeroporto,a gestão dos documentos e papéis nas fronteiras que por vezes pode ser surpreendente,  os suplementos de consumos ou de serviços que não estão incluídos no pacote da viagem, gorjetas das tripulações a bordo dos barcos, a organização do último dia de férias quando já não é possível mergulhar por causa da saturação de azoto uma vez que o regresso de avião se aproxima… 

Resumindo, há muitos elementos menores que são muitas vezes «normais» mas que podem ser facilmente compreendidos e aceites se forem acautelados!

Como preparar a viagem de mergulho?
Como preparar a viagem de mergulho?

Gere as tuas expectativas

Vamos voltar às nossas dicas para preparar adequadamente a tua viagem de mergulho. Quando se escolhe este tipo de viagem, muitas vezes para o estrangeiro, cada pessoa sacrifica tempo e dinheiro, assume um compromisso e parte dos seus sonhos depende disso... Por isso, as expectativas são sempre altas! A experiência mostrou-nos que qualquer parte da viagem que foi mal antecipada ou mal compreendida pelo viajante, pode causar sentimentos ruins ou uma leve frustração.

Em primeiro lugar, relativamente a encontros... Cada destino oferece as suas promessas de espécies mais ou menos frequentes: tubarões, raias, tartarugas, golfinhos, atuns, espadartes... No entanto, o mar é um ambiente selvagem e assim deve continuar. Se, para grande prazer dos mergulhadores, estas promessas geralmente sejam cumpridas, infelizmente elas não podem estar garantidas.
O encontro ganha então sentido, intensidade, precisamente por que se dá num meio natural, aberto, com uma espécie selvagem que pode não estar onde era esperada!
Assegurar-se do contrário seria forçar o encontro e não ser, assim, respeitador do ser observado ou retirar o carácter selvagem ao animal, o que acontece em alguns locais, onde são observados em cativeiro.
Cada mergulhador viajante deve estar consciente disso e saber apreciar devidamente cada instante efémero de um encontro selvagem que nunca poderá estar garantido permitindo assim guardar toda a sua beldade e a sua força.

Uma regra de ouro: antecipar! 

Para evitar desilusões, aqui estão algumas soluções:

- Escolhe operadores de viagens de mergulho reconhecidos antes de te aventurares a organizar sozinho a tua viagem.

- Lê atentamente as informações fornecidas pelos sites na internet das agências de viagem e os documentos facultados.

- Não hesites em colocar questões! Os teus interlocutores são profissionais cuja função é informar-te o melhor possível e não causar problemas associados a mal-entendidos.

- Numa primeira viagem, em particular, viaja em grupo com outros mergulhadores que já conheçam o destino: sentes-te mais tranquilo e seguro e são capazes de te informar acerca de quaisquer desvantagens a serem evitadas.

Os nossos últimos conselhos para preparar adequadamente a sua viagem de mergulho