Milho? Tremoço? Cânhamo? Noz-tigre? As sementes distinguem-se em função da cor, do peso, do tamanho e do sabor.

No entanto, as sementes têm todas o mesmo ponto em comum: a abundância. Com efeito, um quilo de sementes tem uma quantidade importante de bocados individuais.  Esta especificidade torna a semente muito eficaz para a pesca à carpa e aos peixes brancos.

Para os peixes da família Cyprinidae, um tapete de sementes no fundo representa:

- uma fonte de alimentos abundante e fácil;
- uma visibilidade perfeita para facilitar a deteção de comida;
- um cheiro e um sabor naturais muito atraentes.

Para aumentar a atratividade, as sementes exigem uma preparação dividida em duas etapas: a colocação de molho e a cozedura.
Mas vamos primeiro falar do armazenamento.

O ARMAZENAMENTO

Ricas em valores nutritivos, destinam-se a ser plantas, daí a sua tendência de germinação. Para evitar este fenómeno natural, tem de armazenar as sementes num local seco, ao abrigo da humidade e do calor. Pode armazenar as sementes de forma prolongada em recipientes de plástico azuis usados para a jardinagem. Precisa de levantar a tampa de vez em quando para eliminar o CO2.

Basta retirar o volume de sementes de que precisa e voltar a fechar a tampa com cuidado.

A COLOCAÇÃO DE MOLHO

As sementes devem ficar de molho para recuperar o seu peso e o seu volume. Podem ficar de molho entre 24 e 72 h em função das sementes. Pode adicionar açúcar durante a colocação de molho para aumentar a sua atratividade. Não hesite em deixá-las de molho durante mais tempo para que a semente recupere a forma inicial; desta forma, a cozedura será ainda mais eficaz!

Não salte esta etapa! As sementes secas duplicam de volume no estômago do peixe, o que pode perturbar a sua digestão e causar a sua morte.

A COZEDURA

É feita entre 20 e 30 minutos dentro de água a ferver. A cozedura permite reforçar o valor nutritivo da semente e favorece a digestão do peixe. Controle a cozedura para garantir que as sementes não amolecem em demasia. Será mais fácil de colocar o isco.Poderá preparar uma grande quantidade de sementes usando um conjunto de esterilização de bocais. 

Atenção, recomenda-se a cozedura independente dos vários tipos de sementes. O tempo de cozedura do cânhamo não é o mesmo do que o do milho!



#Dica Caperlan

A semente absorve e retém as fragrâncias. Não hesite em associá-la a um aditivo líquido Gooster Caperlan. Pode também triturar as suas sementes para aumentar a sua atratividade.

Pode isolar as sementes reservadas à colocação de iscos. São as maiores e as mais perfeitas. Pode colocar-lhes todos os meios de atração que pretende ou, até mesmo, dar-lhes cor para aumentar a sua atratividade. A coloração faz-se na água da cozedura. Pode escolher corantes naturais, como curcuma ou caril, ou corantes alimentares que encontrará facilmente nos comércios.

Para terminar, eis os tempos de colocação de molho e de cozedura (água a ferver) das principais sementes do praticante de pesca à carpa:


Milho:

Tempo de molho: 48 h
Cozedura: 30 min.


Cânhamo:

Tempo de molho: 72 h
Cozedura: 15 min (as sementes devem começar a germinar)


Trigo:

Tempo de molho: 48 h
Cozedura: 30 min.


Tremoço:

Tempo de molho: 72 h (com 250 g de açúcar por quilo para reduzir o sabor amargo)
Cozedura: 20 min. para a colocação de iscos a 1 h para o engodamento


Noz-tigre:

Tempo de molho: 72 h (com 250 g de açúcar por quilo)
Cozedura: 3 h mexendo regularmente


Não hesite em partilhar as suas impressões sobre a preparação das sementes nos comentários.

OS CONSELHOS PREFERIDOS DOS PRATICANTES DE PESCA