DESCOBRIR A MARCHA ATLÉTICA

A Marcha Atlética é uma prática desportiva que integra a família do atletismo. Esta atividade desportiva consiste em marchar mais rapidamente possível numa dada distância, tendo em permanência um pé em contacto com o chão e pode ser praticada por todos.

Benefícios da Marcha Atlética

O grande público francês descobriu esta disciplina graças a Yohann Diniz, ponta de lança deste desporto e campeão do mundo, que possui um recorde de 38'08 em 10 km ou seja mais de 15,7 km/h. Este desporto que exige uma certa destreza técnica, recursos mentais e físicas é fonte de benefícios para a saúde. Como qualquer atividade de resistência, a prática da marcha ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares, e a sua intensidade permite controlar o peso.

HISTÓRICO DA MARCHA ATLÉTICA

A Marcha Atlética nasceu no século XII em Inglaterra no decorrer da alternância corrida-marcha efetuada pelos militares nas suas deslocações. Os primeiros concursos de marcha tiveram lugar no final do século XVIII em Inglaterra. As provas duravam então várias horas, até vários dias. A Marcha Atlética moderna foi inscrita em 1908 pela primeira vez nos Jogos Olímpicos. Mas a falta de regras claras e um grande número de irregularidades fazem-na desaparecer dos Jogos em 1928. É restabelecida de forma definitiva em 1952.

AS PRINCIPAIS REGRAS DE MARCHA ATLÉTICA

Duas regras principais regem a Marcha Atlética:  - A primeira pressupõe que a perna de apoio esteja estendida desde o momento em que o pé toque no chão até passar por baixo do corpo.  - A segunda proíbe um tempo de suspensão, ou seja, é preciso que um dos dois pés esteja sempre em contacto com o chão. O respeito destas duas regras é garantido pelos juízes que observam a olho nu a passagem dos praticantes de marcha. Em caso de não-respeito, exibem um cartão amarelo, e um cartão vermelho. Se um atleta receber três cartões vermelhos de três juízes diferentes, é desqualificado. 

RECOMENDAMOS TAMBÉM OS NOSSOS OUTROS CONSELHOS SOBRE DA MARCHA ATLÉTICA

VOLTAR PARA O TOPO