COMO ESCOLHER UM KIMONO DE KARATÉ PARA CRIANÇA?

As artes marciais para crianças exigem segurança, conforto e boas práticas. O ponto de partida é naturalmente a escolha de um kimono de karaté o mais adaptado possível à morfologia e ao nível da criança. Para que possa conservar ao máximo as suas características, é necessário cuidar bem dele.

número-1

AS CARACTERÍSTICAS DO KIMONO DE KARATÉ PARA CRIANÇA

O kimono de karaté, ou karategi, possui várias características que permitem proteger o praticante e garantir uma boa prática de karaté. É composto por um casado espesso com corte direito, que será apertado por um cinto, e por umas calças com corte direito, mais leves e fixas à cintura por um cinto. O comprimento das mangas não deve ultrapassar os pulsos e o comprimento das calças não descer abaixo dos tornozelos, a fim de evitar os riscos de imprecisão ou de acidentes. Esse kimono deve proteger a criança das fricções recorrentes contra o tatami durante os treinos, assim como do contacto dinâmico com o adversário durante os combates. Deve ainda acompanhar os movimentos da criança durante as sessões de karaté. O kimono de karaté não deve, por conseguinte, impedir a criança de transpirar, mas deve limitar a transpiração para não causar desconforto e impedir que escorregue no tatami. Poderá haver fatos diferentes, mais indicados para a sua criança. É deste modo possível escolher casacos e calças mais curtos, logo mais leves, que restrinjam menos os movimentos das pernas e dos braços.

número 2

UM KIMONO DE KARATÉ ADAPTADO À MORFOLOGIA DA CRIANÇA

Para que o kimono esteja o melhor adaptado possível à criança durante a prática, deverá escolher o tamanho mais apropriado. A escolha do tamanho, de 110 cm a 150 cm, será feita em função do tamanho da sua criança. Meça a sua altura e acrescente 5 a 10 cm para os modelos em algodão ou em fibras naturais. É, todavia, conveniente experimentar o kimono antes de o comprar, a fim de garantir que estará o melhor adaptado possível à morfologia do jovem praticante. Não se esqueça que o karategi tem tendência a encolher alguns centímetros após as primeiras lavagens, que deverão ser a frio. Poderá posteriormente lavá-lo até 40 °C, no máximo, consoante o tecido do modelo escolhido. É importante cuidar bem do kimono de karaté para não o deformar ou deteriorar o tecido. Quando o levar dentro do saco de desporto, dobre-o cuidadosamente ao centro, evitando dobrar o pano das costas para que mantenha o melhor possível a sua forma anatómica. Nunca o seque na máquina. Para um uso mais frequente, opte por modelos em matéria sintética que secam mais rapidamente ou compre vários modelos para que a sua criança tenha sempre um kimono disponível para os seus treinos.

número 3

UM KIMONO DE KARATÉ PARA CRIANÇA EM FUNÇÃO DO SEU NÍVEL DE PRÁTICA

Por último, o kimono de karaté deve ser apropriado ao nível de prática da sua criança. Neste caso, os karategis variam em diferentes tecidos e gramagens. Escolha modelos reforçados entrepernas para uma maior durabilidade das calças. Para uma criança que se inicia na prática deste desporto de combate, um fato em tecido de sarja 100% algodão será ideal. Fácil de lavar e cuidar, é leve e flexível e não restringe os movimentos da criança em fase de aprendizagem. Uma gramagem leve de 190 g/m2 será mais confortável para assimilar os movimentos básicos. Um kimono com uma mistura de algodão e poliéster será mais indicado para as crianças que têm uma prática mais intensiva e participam nas suas primeiras competições. Mais resistente e com maior capacidade para absorver a transpiração, esse tipo de fato em tecido canelado mais pesado, de 240 g/m2, oferece mais conforto em combate, permitindo um melhor contacto para o adversário. Tem além disso uma secagem rápida e uma maior resistência às lavagens mais frequentes.

Christophe

Christophe

Seja qual o nível de prática da criança, não se esqueça de colocar no seu saco de desporto, produtos de aplicação rápida e imediata para eventuais lesões que possam ocorrer, de modo a prevenir o seu agravamento.

ESTES CONSELHOS PODERÃO INTERESSAR-LHE

VOLTAR PARA O TOPO