COMO ESCOLHER OS SEUS ISCOS DE MAR

Para os peixes, os iscos naturais são sempre irresistíveis. As fragrâncias naturais que eles libertam atraem os predadores, para nossa satisfação. Minhocas? Crustáceos? Peixes? Cefalópodes (chocos, lulas)? Moluscos? Todos estes iscos de mar são eficazes na pesca. Apresentamos as suas especificidades para lhe permitir fazer uma boa escolha.

MINHOCA COREANA

A minhoca coreana é um verme anelídeo de cor caqui cujo comprimento varia entre 10 e 15 cm.

Montagem: a minhoca coreana é cuidadosamente picada pela cabeça para que possa ondular na água. Montada desta forma, ela consegue igualmente suportar melhor os lançamentos. 

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), surfcasting. 

PEIXES:

SERRADELA

Conhecida como minhoca da lama no Mediterrâneo, esta minhoca é mais flexível do que a minhoca coreana, mas menos sólida. O seu comprimento varia entre 6 e 12 cm. Existe igualmente uma variante mais grossa designada super serradela.

Montagem: tal como a minhoca coreana, é picada pela cabeça.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais).

PEIXES

JUMBO

É um isco de cor verde. Duro, o jumbo representa um bom isco graças ao seu tamanho que varia entre 12 e 25 cm. Vivaz, a sua fosforescência torna-o particularmente adaptado para a pesca noturna. Montagem: o jumbo é iscado em todo o seu comprimento com uma agulha.   1- Picar a minhoca de um lado ao outro  2– Ajustar a ponta do anzol na agulha para fazer deslizar delicadamente o isco.  Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), de sustentação, surfcasting.

PEIXES: 

ARENÍCOLA

Trata-se de uma minhoca preta que mede entre 10 e 20 cm. Pouco vulgar no Mediterrâneo, é comum na costa atlântica e no Canal da Mancha. Muito eficaz para a pesca noturna.

Montagem: esta minhoca pode ser iscada por segmentos ou ser furada na sua totalidade com a ajuda de uma agulha.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação embarcada, surfcasting.

PEIXES

BIBI

O bibi é um isco fechado, grosso e robusto que consegue resistir a lançamentos vigorosos. O seu comprimento varia entre 5 cm e 12 cm. O seu tamanho permite selecionar exemplares maiores. É um isco excelente para a pesca da dourada real.

Montagem: é iscado delicadamente com a ajuda de uma agulha.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação embarcada, surfcasting.

PEIXES

CASULO

Muito atrativo, este verme robusto mede entre 10 e 20 cm. Pouco vulgar no Mediterrâneo, é comum na costa atlântica e no Canal da Mancha.

Montagem: pode ser iscado por segmentos ou ser furado na sua totalidade com a ajuda de uma agulha.

Técnicas de pesca: surfcasting, pesca à beira-mar (dique, pontão, cais).

PEIXES

MINHOCA AMERICANA

Igualmente conhecida como minhoca de sangue, este isco polivalente é muito eficaz. O seu comprimento varia entre 6 cm e 20 cm.

Montagem: pode ser iscada inteira ou em segmentos.

Técnicas de pesca: surfcasting, pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação.

PEIXES 

CARANGUEJO

É um isco muito eficaz. Debaixo de água, representa uma presa fácil para os peixes. Independentemente da sua cor, é sempre atrativo.

Montagem: para um ótimo desempenho, pode colocar dois anzóis no caranguejo. O risco de o peixe se soltar diminui.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação embarcada, surfcasting.

PEIXES 

CAMARÃO

Muito atrativo, é um crustáceo comum no litoral. O camarão-rosa vive nas costas rochosas e próximo de cais. O camarão cinza vive em fundos arenosos.

Montagem: o camarão é iscado vivo com um anzol simples.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais).

PEIXES

SARDINHA

Um isco fácil de obter e muito eficaz. Polivalente, seduz todas as espécies de peixe.

Montagem: pode ser utilizada como isco natural ou iscada em pedaços.

Técnicas de pesca: todos os tipos de pesca no mar.

PEIXES

GALEOTA

A galeota é pescada com um segmento de plumas. Pode ser igualmente recolhida na maré baixa com a ajuda de um pequeno ancinho. É um excelente isco, muito ativo no anzol.

Montagem: iscar a galeota pela parte superior da cabeça para não a danificar. Se a quiser lançar, ate-a para um melhor desempenho.

Técnicas de pesca: todos os tipos de pesca no mar (de sustentação, surfcasting).

PEIXES

CAVALA

É pescada num barco ou na margem com um segmento de plumas.

Montagem: iscar um pedaço de cavala com o anzol.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação.

PEIXES

CHOCO/LULA 

São excelentes iscos. A sua carne macia resiste bem ao lançamento.

Montagem: fácil de iscar, este tipo de isco pode ser montado em tiras. Os pequenos cefalópodes podem ser iscados diretamente no anzol.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), pesca de sustentação, surfcasting.

PEIXES 

AMÊIJOA, VIEIRA, BERBIGÃO, CASTANHOLA DO MAR 

Estes pequenos moluscos são facilmente recolhidos nas praias do litoral com a ajuda de um grampo ou de um ancinho.

Montagem: Basta extrair a carne do molusco e espetar nela o anzol.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais) pesca em surfcasting.

PEIXES

LINGUEIRÃO/NAVALHA

  Este molusco mede cerca de uma quinzena de centímetros e é facilmente apanhado com a maré baixa. Vários orifícios pequenos formando um oito revelam a sua presença. É necessário cobrir esta zona com sal de mesa para o fazer sair. Aguarde até que saia completamente antes de o apanhar senão arrisca-se a perdê-lo. Montagem: perfure o lingueirão com a ajuda de uma agulha (ver esquema jumbo). Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais), surfcasting.

 

PEIXES

MEXILHÃO

Os mexilhões são apanhados nas rochas no Mediterrâneo, no Canal da Mancha ou ainda no Mar do Norte.

Montagem: O anzol é colocado diretamente no mexilhão. A concha é mantida pelas nervuras. Pode retirar a concha e montar um segundo mexilhão no anzol.

Técnicas de pesca: pesca à beira-mar (dique, pontão, cais).

PEIXES

Miguel

O SEU ESPECIALISTA EM PESCA

Numa montagem fechada, partir a concha do mexilhão melhora a difusão dos aromas.

RECOMENDAMOS TAMBÉM OS NOSSOS CONSELHOS PARA A PESCA

VOLTAR PARA O TOPO