Como escolher o seu kimono de Jiu-Jitsu brasileiro?

Como escolher o seu kimono de Jiu-Jitsu brasileiro?

Escolher um kimono de Jiu-Jitsu brasileiro é, muitas vezes, uma tarefa difícil para os praticantes, pois existem numerosos modelos e é fácil enredar-se em tantas informações técnicas. Aqui, iremos explicar-lhe ponto por ponto os elementos mais importantes.

Thibaut, engenheiro de produtos, e também cinturão preto de JJB, explica-lhe a importância de escolher um kimono adaptado para o combate no chão. Em primeiro lugar, deve privilegiar a resistência e, em seguida, escolher o tamanho mais adequado

Resistência

Durante o treino, o kimono será submetido a grandes solicitações (fricção no solo, pegas do adversário, etc.) que irão pôr à prova a resistência do tecido e a robustez das costuras. Para a resistência dos tecidos contribuem diversos fatores:

A composição

Um kimono de JJB deve ser composto predominantemente por algodão, a fim de garantir um tecido espesso e robusto. Um componente com teor de poliéster permite obter uma excelente robustez, para além de uma maior leveza e rapidez de secagem (o algodão retém muito a humidade).

O peso do componente (designado por gramagem)

Geralmente expresso em gpm ou g/m², consiste no peso do tecido em gramas por cada metro quadrado de área. De forma geral, para tecidos com composição idêntica, quanto mais pesado for o componente, mais espesso e resistente será o tecido. A maioria dos tecidos utilizados nos kimonos de JJB tem entre 350 gpm e 550 gpm, mas é possível encontrar tecidos mais leves ou mais pesados.

A qualidade do fio utilizado

Os fios utilizados na confeção de kimonos não são todos iguais. Durante o fabrico do fio, há determinados processos que permitem obter um fio mais uniforme e robusto. Consoante o tipo de fio utilizado, os tecidos (ver abaixo) terão diferentes resistências.

A tecelagem

Irá ouvir falar de «single/double/pearl/diamond/gold… weave». Trata-se da descrição do MOTIVO utilizado na tecelagem, aquando da confeção do tecido. Naturalmente, uma single weave será mais leve do que uma double weave, pois o motivo utilizado utiliza menos fio e, por isso, será menos resistente. Os outros tipos de tecelagem são «híbridos» que permitem obter o melhor compromisso possível entre robustez e leveza, como a «pearl weave», que é um tipo de tecelagem largamente utilizado. Por fim, consoante a tecelagem utilizada, o encolhimento devido à lavagem é variável.

O tamanho/O corte

Como escolher o seu kimono de JJB?

Quase todas as marcas de kimonos utilizam o mesmo sistema de tamanhos, mas pode haver diferenças no corte consoante a marca (cada uma tem o seu próprio corte). Os tamanhos para adultos (homens) podem ir de A0 (mais pequeno) a A5 (maior). Os tamanhos para adultos (mulheres) vão de F0 a F5 e os tamanhos para criança de M00 a M4.

Por terem algodão na sua composição, todos os kimonos encolhem com a lavagem, mas alguns menos do que os outros: isto depende de vários fatores (composição, tipo de tecelagem, montagem do tecido, etc.). Para prevenir o encolhimento do kimono, é aconselhável lavá-lo em água não muito quente (idealmente a 30°C) e NUNCA o secar na máquina.

O tamanho é um elemento importante a ter em conta, a fim de escolher um kimono com o tamanho certo e perfeitamente adequado à prática (sem prender os movimentos, etc.). Para além do aspeto estético, em competição é indispensável ter um kimono com o tamanho certo, pois as dimensões do mesmo são controladas antes dos combates (por exemplo: a distância máxima entre o pulso e a manga do kimono, com os braços esticados e paralelos ao chão, é de 5 cm).

E agora? Que kimono escolher?

Tal como acontece com muitas outras coisas, é uma questão de compromisso e de preferência. Algumas pessoas preferem um kimono leve, que favoreça a liberdade de movimentos ou para terem o peso indicado para a competição. Outras preferem um kimono mais pesado e mais grosso, que será mais resistente e mais difícil de agarrar por parte do adversário. Há quem escolha um kimono ultraleve para levar em viagem e ocupar pouco espaço na mala.

Quanto ao estilo: é um aspeto subjetivo, mas encontrará uma vasta oferta, desde kimonos muito sóbrios a kimonos cobertos por emblemas ou bordados.

Se pretender um kimono que seque rapidamente, para que possa lavá-lo depois de cada treino, recomendamos-lhe um kimono com teor de poliéster na sua composição, pois é um material que seca mais rapidamente do que o algodão. Recomendamos também que tenha um segundo kimono, caso treine mais de uma vez por semana.

O Jiu-Jitsu é uma viagem longa, pelo que desejamos a todos e todas as praticantes que consigam praticá-lo durante o máximo de tempo possível. Na nossa opinião, a resistência do kimono é, portanto, o aspeto mais importante a ter em conta aquando da escolha.

THIBAUT

THIBAUT

Engenheiro de produtos, apaixonado por JJB e grappling

ESTES CONSELHOS PODERÃO INTERESSAR-LHE:

Conselhos
JUDO
Já decidiu começar a praticar artes marciais! Um novo mundo que se abre perante si e chega o momento de escolher uma disciplina. É nesta fase que, para muitos aspirantes a praticantes de artes marciais, as coisas se complicam. Existem tantos estilos que nem sempre é fácil nos situarmos. Este artigo não pretende dar-lhe uma resposta firme e definitiva sobre uma questão que, acima de tudo, é muito pessoal. Nele poderá encontrar, no entanto, alguns conselhos úteis que lhe permitirão determinar a arte marcial que melhor lhe convém.
Conselhos
bienfaits_karaté_petits_grands
O karaté é um desporto de combate extremamente benéfico para a saúde que pode ser praticado desde muito jovem. As crianças podem começar a frequentar aulas a partir dos 6 anos. Existem, contudo, clubes que propõem aulas de "baby karaté" adaptadas a crianças a partir dos 4 anos.
Conselhos
cc saco de boxe
Diferentes materiais (tecido, sintético, couro), diferentes tamanhos? São muitas as variantes... descubra como escolher o saco de boxe mais adaptado ao seu treino.
VOLTAR PARA O TOPO