ANDEBOL, UM DESPORTO REGULAMENTADO! 

O andebol é um desporto sujeito a um determinado número de regras. Estas permitem proteger o jogador quer durante o treino, quer durante o jogo.

Para tal, são aplicadas sanções que permitem controlar o jogo em caso de faltas intencionais ou involuntárias. Passamos a descrevê-las: 

O andebol é um desporto coletivo em que o contacto entre adversários é frequente. Estes contactos podem por vezes parecer lesivos, mas são controlados e punidos pelos árbitros quando são demasiado violentos. No entanto, não são apenas os contactos entre jogadores que são controlados. O regulamento do andebol é bastante abrangente e as sanções aplicáveis permitem o seu bom funcionamento. Nele se incluem regras simples como o número de jogadores em campo, as faltas de jogo tais como a repetição do drible, etc…

No meio dos jogadores, o árbitro é o verdadeiro “metrónomo do jogo”. Conhece perfeitamente o regulamento e fá-lo respeitar em campo, conservando um estado de espírito positivo e comunicando da melhor forma possível. Em caso de incumprimento do regulamento, aplica as devidas sanções! Eis as sanções aplicáveis no andebol e as respetivas consequências.

Ao contrário do que acontece no futebol, o árbitro de um jogo de andebol tem à sua disposição uma escala de sanções bastante abrangente. Eis a lista completa de sanções, detalhadas abaixo:

     1. Advertência verbal

     2. Advertência ou “cartão amarelo”

     3. Exclusão temporária ou “2 minutos”

     4. Desqualificação direta ou “cartão vermelho”

     5. Desqualificação direta com relatório escrito ou “cartão azul”

 

Passemos a detalhar estas sanções:

1

A advertência verbal

É assinalada por meio de apitos sucessivos e/ou mais fortes do que o habitual, acompanhados de uma repreensão ao jogador em causa. É utilizada no início dos jogos para acalmar os ânimos e marcar a presença do árbitro, numa falta que não justifique uma sanção mais grave. Poderá ser, por exemplo, o caso de um bloqueio defensivo ao pivô ou de uma defesa demasiado musculada. Esta sanção não tem qualquer consequência sobre o jogador ou a equipa, mas serve para impor um quadro de jogo favorável à expressão de todos os jogadores, respeitando as regras do andebol e do fair play.

2

A advertência ou “cartão amarelo”

A advertência ou “cartão amarelo” é utilizada no início do jogo, tal como a advertência verbal, para marcar claramente a presença do árbitro e travar situações passíveis de escalar com o avançar do jogo.

A advertência é aplicada a uma falta ligeira, como empurrar ou agarrar o adversário ou um golpe ligeiro que não resulte numa aproximação à baliza. Não tem consequência direta para o jogador em falta.

Convém referir que, ao receber duas advertências, o jogador é automaticamente sujeito a exclusão temporária: o jogador é forçado a abandonar o campo durante 2 minutos. Além disso, uma equipa não deve receber mais de 3 advertências: a 4.ª é transformada em exclusão temporária.

3

A exclusão temporária ou “2 minutos”

O jogador vai para o banco durante 2 minutos, sem poder ser substituído, como referido anteriormente. A exclusão temporária aplica-se quando um jogador comete, durante o jogo, uma falta grave contra um adversário. Poderá tratar-se de um empurrão, de um puxão de camisola para o lado ou para trás, de agarrar um jogador pela cintura, etc. A exclusão temporária sanciona igualmente os gestos antidesportivos manifestos, tais como contestar uma decisão do árbitro, intersetar intencionalmente a bola com o pé ou não devolver imediatamente a bola após decisão desfavorável do árbitro.

Três exclusões aplicadas a um mesmo jogador resulta numa desqualificação!

ANDEBOL

A desqualificação direta ou “cartão vermelho”

Um jogador desqualificado deve sair da zona de jogo e só no final do jogo se volta a reunir com os seus companheiros.

A desqualificação ocorre quando o jogador faz uma falta perigosa ou grosseira, colocando em risco a integridade física do adversário, nomeadamente empurrando-o no ar, fazendo-lhe uma “gravata” (com o braço estendido à altura do pescoço ou do rosto do adversário), pregando-lhe uma rasteira ou desequilibrando-o em pleno contra-ataque.

Certas faltas resultam diretamente numa desqualificação. Um golpe no rosto ou o contacto do guarda-redes com um jogador em contra-ataque implicam um cartão vermelho direto!

número

A desqualificação direta com relatório escrito ou “cartão azul”

Se uma falta merecedora de cartão vermelho for agravada por um comportamento violento (gestos, insultos, etc.), o árbitro mostra um cartão azul ao jogador prevaricador. Esta regra aplica-se ao andebol desde 1 de julho de 2016, dando ao árbitro o direito de, além da desqualificar o jogador, elaborar um relatório disciplinar.

Em termos globais, convém referir que existem duas categorias de sanções:

     - Em primeiro lugar, a sanção pessoal progressiva. Considera-se que uma falta pouco grave pode valer, em função da situação e evolução do jogo, uma advertência, uma exclusão ou mesmo uma desqualificação.

     - Em contrapartida, existe a sanção pessoal adaptada, que sanciona as faltas graves que exigem a aplicação da exclusão ou desqualificação, independentemente da situação de jogo. O exemplo mais conhecido é o do cartão vermelho mostrado ao croata Vukovic no jogo contra a França, jogado no Campeonato do Mundo de andebol em 2013 no Qatar. O jogador foi desqualificado após 40 segundos de jogo por dois árbitros espanhóis considerados os melhores do mundo. A sua decisão foi tomada de forma unânime pois não era uma decisão fácil!

 

Último aspeto relativo às sanções: o treinador. Em caso de contestação ou comportamento inadequado, o(s) treinador(es) e oficiais das duas equipas podem ser sancionados da mesma forma que os jogadores. Quando um treinador recebe ordem de exclusão, deve escolher um jogador para abandonar o campo durante 2 minutos. A única diferença consiste no facto de o treinador só poder receber uma exclusão temporária antes de ser desqualificado.  

Espero ter esclarecido as tuas dúvidas sobre a aplicação de sanções no andebol. Os cartões deixarão de ter segredos para ti. Poderás agora compreender as especificidades de um jogo e talvez venhas a sentir o desejo de seres o futuro mestre do jogo… :)

 

Toca a apitar!

 Hossemddin, redator do artigo 

ESTES CONSELHOS PODEM INTERESSAR-LHE

Conselhos
handball_debuter
Prepare a resina e a bola! Nós explicamos o que é o andebol, como começar e como se equipar, assim como as origens e regras deste desporto coletivo. Quais são os seus benefícios, quais são as qualidades necessárias? Nós ajudamos.
Conselhos
Está a descobrir o prazer de praticar andebol nas aulas de Educação Física? Ou quer começar a praticar num clube ou entre amigos? Além do prazer de um desporto coletivo completo, irá explorar um vocabulário que é também ele bastante rico. Propomos-lhe aqui as definições e as explicações da linguagem do andebol.
VOLTAR PARA O TOPO