COMO ESCOLHER UM CAPACETE DE BICICLETA?

O capacete é o equipamento fundamental para a segurança do ciclista, descobre os nossos conselhos !

Road cycling

De bicicleta, há muitos elementos de segurança úteis, ou até mesmo indispensáveis. O capacete de bicicleta não é obrigatório, mas usá-lo deve tornar-se regra, seja qual for a distância a percorrer. Eis alguns conselhos para escolher um capacete de bicicleta e para saber quando substituí-lo.

Kids helmet

CAPACETE DE CRIANÇA

Escolher um capacete de criança passa, em primeiro lugar, por escolher bem o tamanho. A principal referência é a circunferência da cabeça (indicada em cm em todos os capacetes) e, como apoio, a idade das crianças. Até os 3 anos, dê preferências aos capacetes de bebe, entre os 3 e os 5 o tamanho XS ou S (consoante o modelo) e até os 10 anos tamanho M.

City helmet

CAPACETE PARA CIDADE

A mobilidade urbana em bicicleta pode transformar a sua vida. É um hábito que junta o útil ao agradável: ganhamos tempo (fugimos ao trânsito) e saúde. O capacete é fundamental para todos os trajectos, é o melhor amigo do ciclista urbano. Os capacetes de cidade têm por norma um formato em "tigela" e um design discreto. São muito confortáveis e alguns deles possuem acessórios para pedalarmos durante todo o ano (palas e tapa orelhas para o frio).

Road helmet

CAPACETE PARA ESTRADA

Os capacetes de estrada são capacetes que oferecem o melhor compromisso entre ventilação aerodinâmica e conforto. São muito leves e concebidos para os ciclistas que treinam para melhorar as suas performances entre amigos e participar em provas. Ao escolher o seu capacete, dê preferência aos que possuem o aperto milimétrico com o conceito 3D para o obter o melhor e ajuste e conforto.

mtb helmet

CAPACETE PARA BTT

Os capacetes de BTT assemelham-se bastante aos capacetes de estrada. São ventilados e relativamente leves, no entanto, os capacetes de BTT podem incluir pequenas viseiras amovíveis que evitam a chuva (e, eventualmente, a luz solar) ou a projeção de lama. 

considerações IMPORTANTES

O capacete deve envolver bem a cabeça e não deve haver espaços livres e folgas entre a cabeça e o capacete. Deve estar bem direito e cobrir tanto a parte superior da testa (alguns centímetros acima das sobrancelhas), como a parte de trás da cabeça. Em caso de embate para trás, só o capacete de bicicleta deverá tocar no solo.
A correia não deverá estar demasiado apertada (deverás poder virar a cabeça sem dificuldade), nem demasiado solta (a correia nunca deverá passar por cima do queixo). Para assegurar a boa colocação do capacete, vira a cabeça da esquerda para a direita e, depois, acene com a cabeça de cima para baixo: o capacete e a correia não deverão mexer-se nem incomodar.

O capacete está preparado para proteger a cabeça contra um único embate. É essencial substituir o capacete logo que sofra um primeiro embate. Ao cair, mesmo que o capacete não apresente danos visíveis, poderá estar fragilizado e rachado em locais não visíveis. Poderá ser muito perigoso circular com um capacete que tenha sido sujeito a um embate, dado que esse deixou de desempenhar a sua função protetora.

Se detetares uma deterioração no capacete de bicicleta (pequenas rachas, correias que se arrancam, elementos que se descolam, etc.), deverás substituir o capacete. Apenas um capacete em bom estado poderá proteger com eficácia.
Em função da tua prática e do número de saídas, é aconselhável substituir o capacete quando este estiver demasiado velho (ao fim de 5 anos). Um capacete demasiado velho poderá conter elementos e materiais que envelhecem mais rapidamente do que outros, sobretudo se o capacete for guardado num local frio e/ou húmido.