As folhas caem, o ambiente arrefece... e talvez se questione: Devo tosquiar o meu cavalo? devo tapá-lo? e que cobrejão devo colocar-lhe? qual o tamanho correto?

Iremos ajudá-lo com algumas perguntas sobre como ajudar o seu cavalo:

TOSQUIAR... OU NÃO TOSQUIAR?

Caso tencione trabalhar o cavalo todos os dias, será preferível tosquiá-lo...

Porque se deixar a natureza assumir o controlo, uma vez no modo "urso de peluche" com o seu grande casaco de inverno, é muito provável que o cavalo transpire abundantemente! E nessa altura, uma vez encharcado, precisará de ajudá-lo a secar para evitar que arrefeça... e adoeça!

Como?

=> Seja dispensando o tempo necessário para o fazer caminhar até o pelo secar,

=> Ou retirando-lhe a sela e colocando-lhe um cobrejão secante para absorver a humidade (por exemplo uma esponja ou um polar).

No entanto este processo pode demorar algum tempo e se não o puder dispensar... Está decidido, vai ser tosquiado!

Mas não é assim tão simples: visto que lhe irá retirar a sua proteção natural, não conseguirá reter calor suficiente e precisará de ser de ser protegido!

como-escolher-o-cobrejão-1

IMPERMEÁVEL OU NÃO?

É indispensável ter um cobrejão impermeável?

Tal é necessário se... o cavalo viver no exterior. Um cobrejão impermeável, respirável e resistente à ruptura irá protegê-lo das intempéries...A característica especial dos cobrejões impermeáveis é a presença de foles (para uma maior mobilidade) e de uma aba traseira que protege do vento e das intempéries.

Não é obrigatório se... o seu cavalo viver numa box.Neste caso, não existe qualquer requisito e pode escolher um cobrejão "de interior".

Se o cavalo vive numa box mas passa 1 hora por dia no paddock, pode perfeitamente colocar-lhe um cobrejão impermeável.

como escolher o cobrejão slider1

QUAL A TEMPERATURA?

O que torna um cobrejão mais quente do que outro?

Nesse caso, será necessário ter em conta a gramagem do cobrejão, ou seja, a quantidade de chumaço no interior do produto. Na Decathlon, indicamos a gramagem dos cobrejões no nome do produto ajudá-lo a escolher o nível de calor adequado!

 Cabe-lhe escolher o cobrejão adequado ao seu cavalo (consoante seja mais ou menos friorento), de acordo com o clima (mais ou menos húmido) e consoante as temperaturas reais e percecionadas sejam diferentes.

É possível colocar várias camadas para proporcionar um pouco mais de calor ao cavalo. Não é incomum ver-se um polar sobre um cobrejão grosso: certifique-se de que as 2 camadas não ferem o cavalo por efeito de fricção.

Não se esqueça de ter em conta a amplitude térmica, que pode ser bastante elevada em determinadas regiões ou em algumas estações do ano. Tal significa que podem registar-se temperaturas relativamente baixas à noite e de manhã, tornando-se rapidamente amenas durante o dia. Neste caso, é preferível trocar o cobrejão da noite para o dia e proporcionar maior conforto ao cavalo.

commentchoisirsacouverturepara4

RESISTÊNCIA:

A resistência de um cobrejão é particularmente interessante se o cavalo viver no prado (fricção contra as árvores) ou se for do tipo / tiver um parceiro "destruidor", ou seja, se morder o cobrejão (o seu próprio ou, infelizmente, o dos outros). A resistência mede-se em "deniers" e os cobrejões têm geralmente entre 600 e 1200 deniers.

Quanto maior o valor de deniers, mais resistente o cobrejão.

Um cobrejão para exterior é mais resistente à ruptura do que um cobrejão de cavalariça.

Que tamanho?

O tamanho dos cobrejões é expresso em cm e corresponde ao comprimento do dorso do cavalo (desde a ponta da cernelha à base da cauda)

Este quadro é apresentado a título indicativo e pode variar de acordo com a raça, atividade, idade, etc. do cavalo.

Escolha sempre o tamanho correto do cobrejão: se for demasiado curto o cavalo pode lesionar-se, se for demasiado grande pode deslocar-se para trás e bloquear a cernelha, ou simplesmente virá-la. O ajuste das correias cruzadas (por baixo da barriga) também é muito importante. Não deve esticá-las em demasia para não incomodar o cavalo, mas se as deixar muito frouxas, o animal pode prender a cauda entre as mesmas, o que será muito perigoso. Quanto às correias nas coxas, as correias deverão ser ajustadas de forma a não ficarem nem demasiado frouxas, nem demasiado apertadas, impedindo que o cobrejão deslize lateralmente.

Todas as descrições dos nossos cobrejões incluem um guia que o ajudará a escolher o tamanho correto para o seu cavalo. Não deixe de consultá-lo!

Alt/qual-o-tamanho-correto-do-cobrejão-para-cavalo
como-escolher-o-cobrejão-5

E SE O CAVALO NÃO ESTIVER TOSQUIADO:

Um cavalo não tosquiado irá por sua iniciativa "fazer crescer o pelo" para proteger-se do frio e nem sempre é necessário cobri-lo. No entanto, caso esteja muito frio, pode colocar um cobrejão leve. Se o cavalo vive no prado, poderá facilmente passar o inverno sem um cobrejão, desde que disponha de um abrigo para proteger-se das intempéries. Um cavalo no prado está em movimento quase permanente, o que lhe permite libertar naturalmente algum calor.

 

Naturalmente, se o cavalo estiver doente com idade avançada, a sua resistência não será a mesma e a proteção terá de ser adequada à sua condição.

ALGUMAS DICAS:

Alguns cavalos manifestam desgaste do pelo devido à fricção do cobrejão nos ombros, uma situação que pode ser evitada cobrindo o animal com uma proteção de ombros de lycra.

Alguns cavalos gostam particularmente de rebolar, por isso lembre-se de limpar regularmente os cobrejões para evitar irritações da pele ou até mesmo ferimentos.

Não se esqueça de reimpermeabilizar o cobrejão para exterior após cada lavagem.

Relativamente à limpeza dos cobrejões, não hesite em deslocar-se a uma das nossas oficinas. Os nossos operadores de serviços de lavagem utilizam detergentes adequados (na sua maioria biológicos), uma temperatura de lavagem adequada e uma secagem natural. São possíveis pequenas reparações (fivelas, fixações, etc.)

como-escolher-o-cobrejão-6
voltarapôrocavaloemforma-para7

Para maior conforto, lembre-se de retirar gradualmente o cobrejão de forma a evitar mudanças bruscas de temperatura, deixando-o dobrado em 2 ao nível dos rins para que permaneçam quentes até montar o cavalo.

Para saber se o cavalo está à temperatura correta, toque nas respetivas orelhas e, se a ponta das mesmas estiver fria, o cavalo não está suficientemente agasalhado. Nesta última situação, poderá colocar um polar por baixo do cobrejão grosso, ou simplesmente colocar um neckcover no pescoço do cavalo.

Dom

Domitille

Praticante de equitação desde os 14 anos, sempre tive uma paixão por cavalos.

Tive a grande sorte de ter um cavalo muito simpático, o Galopin, com quem me diverti muito! 

Desde então, optei por um regime partilhado e só penso em divertir-me... Interessam-me todas as modalidades relacionadas com a equitação e tive experiências com o polo, trote atrelado, arreio... Esta é a parte mais emocionante desta prática: independentemente da modalidade, há sempre qualquer coisa para aprender!