A GESTÃO DAS CAMADAS COM TEMPO FRIO

O segredo da escolha das várias camadas de roupa a utilizar durante as suas caçadas

gestão camadas com tempo frio

Boa gestão do frio?

O SEGREDO PARA UMA BOA GESTÃO DO FRIO ESTÁ NO ISOLAMENTO.COMBINAR VÁRIOS TECIDOS COM PROPRIEDADES COMPLEMENTARES PARA CRIAR UM BOM ISOLAMENTO TÉRMICO É O QUE SE PRETENDE PARA DESFRUTAR AO MÁXIMO UMA SESSÃO DE CAÇA.

O PRINCÍPIO FAZ TODO O SENTIDO, MAS COMO TRANSPOR CONCRETAMENTE ESSE PRINCÍPIO PARA O PLANO PRÁTICO?

O SISTEMA DE 3 CAMADAS É O MAIS CONHECIDO E MUITO EFICAZ.

Camada 1 - A sua missão: eliminar a transpiração

.

Não costumamos dar muita importância à questão de saber que peça devemos usar como primeira camada, apesar de esta desempenhar um papel muito importante na gestão completa do frio. Eliminar a transpiração durante um esforço é essencial para manter o corpo seco e, por conseguinte, quente.

~Se já sabe que não irá realizar esforços que o farão transpirar, poderá optar por uma peça térmica ou uma primeira camada quente com um componente de malha cardada ou polar.~Se a sua atividade envolver esforço e transpiração, a lã de merino é um componente ideal: por ser lã, oferece um acréscimo natural de calor (a lã é fina, logo não irrita a pele), mas as fibras são hidrófilas, logo retêm humidade sem a restituir. A respirabilidade permite evitar a sensação de frio ou humidade. Podemos dizer que se trata de um componente multifuncional: quente e respirável! Caso prefira não optar pela lã, uma camisola de manga comprida em tecido técnico poderá ser uma opção perfeitamente indicada para a sua prática.

t-shirt

E para dar mais calor? Essa função será assumida pela segunda camada! 

.

pullover

É a segunda camada que lhe proporcionará o calor de que necessita. Neste caso também, deverá adaptar o seu equipamento às condições meteorológicas e aos esforços que irá realizar durante a sua caçada. Para esse efeito, não hesite em levar mudas de roupa na sua mochila ou saco se o tempo estiver instável ou se não souber quanto tempo demorará a percorrer o caminho até ao seu posto.

Peças como pulôveres, polares ou casacos acolchoados cumprem a função de segunda camada por excelência. Mas atenção, quando escolher a sua segunda camada, não descure a ventilação e a respirabilidade para evitar o efeito de sauna! Se transpirar, a humidade não será eliminada e o efeito será oposto: terá uma sensação de frio permanente. As ventilações mecânicas (fechos de correr ao nível do pescoço, por exemplo) permitem uma boa ventilação durante um esforço. Já pensou num colete acolchoado sem mangas? Oferece um bom compromisso entre acréscimo de calor e liberdade de movimentos!

~Quando falamos em aquecimento/isolamento térmico, devemos ter ainda em consideração o vento. Usar segunda camada corta-vento pode ser muito útil para não sofrer durante as horas que passamos no posto, sobretudo se esse posto tiver uma grande exposição ao vento! Esse elemento será complementar com a terceira camada.

Contra os elementos externos, é a terceira camada que assume o principal papel

.

A terceira camada protege-o dos elementos externos: chuva, vegetação abrasiva, vento.

Deve ser adaptada à sua prática em termos técnicos: visibilidade (EPI), camuflagem ou resistência.

Os casacos 3 em 1 podem desempenhar as funções de segunda e terceira camadas e permitir uma adaptação fácil ao esforço e às condições meteorológicas. 

Só tem de escolher a melhor opção para si!

casaco

Mas não é tudo... Não nos podemos esquecer das extremidades do corpo! 

.

extrremidaddes

Não descure a proteção das extremidades do corpo!

O nosso corpo é uma máquina perfeita que protege os órgãos vitais durante o frio, razão pela qual o fluxo sanguíneo diminui à medida que baixam as temperaturas e é necessário manter as extremidades do nosso corpo (nomeadamente a cabeça, as mãos e os pés) quentes.

Lembre-se de mexer os dedos das mãos e dos pés para estimular a circulação e evitar que o frio os deixe dormentes.



Para a cabeça: 

opte por um gorro em vez de um boné, de modo a proteger as suas orelhas.

Os gorros têm geralmente um componente mais quente e isolante, tal como a malha polar ou a lã. 

Se cobrir o pescoço e a cara, conservará mais o calor corporal. Uma balaclava ou uma gola de pescoço são exemplos de acessórios que permitem aumentar o seu conforto.

gestão frio gorro caça de batida
gestão frio luvas caça de batida

Para as mãos: já pensou no sistema de camadas? Usar luvas interiores por baixo das suas luvas normais é uma boa solução para reforçar o isolamento, sem dificultar o disparo da arma. As mitenes/luvas sem dedos são uma boa alternativa. Os dedos restantes ficam em contacto entre si, havendo assim menos perda de calor. Um pequeno conselho adicional: não sopre nas suas mãos. Embora lhe possa trazer uma sensação de calor imediata, esse gesto irá sobretudo produzir humidade e, consequentemente, um rápido arrefecimento.

Para os pés: escolha meias adequadas à temperatura e à sua prática, sobretudo no que diz respeito aos componentes, como a lã ou a poliamida. Recomendamos o uso de meias altas. A escolha do calçado é também importante. Pode optar por botas ou galochas, com forro de pelo, feltro ou malha polar, solas isolantes e componentes externos como o neoprene, que reduzem a sensação de humidade e protegem eficazmente do frio.  

A dica especial: as escalfetas! Concebidas para as mãos e/ou pés e fáceis de usar, as escalfetas são uma fonte de calor bastante apreciada para períodos de 5 ou 6 horas em que o caçador permanece estático no seu posto ou no abrigo. Basta antecipar a sua utilização, dado que as escalfetas devem geralmente ser ativadas meia hora antes da sua utilização.